18/03/2021 às 19h51min - Atualizada em 18/03/2021 às 19h51min

Figueirense perde de virada para o Cascavel e é eliminado na primeira fase

Marcos Eduardo Carvalho
Divulgação
O drama do Figueirense parece longe do fim. Nesta quinta-feira, perdeu para o Cascavel por 2 a 1, de virada, no estádio Olímpico Regional, em Cascavel, e foi eliminado ainda na primeira fase da Copa do Brasil.

Rebaixado para a Série C na última temporada e vivendo grave crise financeira, o Figueira tem agora a primeira grande decepção no ano do Centenário.

Além da eliminação precoce, o clube ainda deixa de ganhar R$ 675 mil de prêmio. Pelo regulamento, bastava um empate para se classificar, pois atuou como mandante.

O Cascavel vai encarar o vencedor de Palmas e Avaí, que foi adiado e segue sem prazo para acontecer. Assim, um possível clássico catarinense não vai mais acontecer.

Agora, o time comandado pelo técnico Jorginho volta a jogar no domingo, quando recebe o Criciúma, às 16h, no estádio Orlando Scarpelli, pelo Campeonato Catarinense.

No primeiro tempo, o Cascavel começou pressionando e quase abriu o placar aos 10min, quando Rogério Leichtweis cabeceou bem perto do gol de Emerson Junior.

O Figueira melhorou e chegou com perigo pela primeira vez aos 17min, quando Breno cruzou e o goleiro teve que dar um soco na bola para desviar.

Os donos da casa não desistiam e, aos 23min, William cobrou uma falta na trave, com muito perigo, assustando o Figueirense. Acuado, o Figueira viu o time paranaense chegar de novo com perigo aos 33min, quando Rogério chutou forte, passando perto do gol.

Porém, o time catarinense foi mais objetivo e abriu o placar aos 41min. Após boa jogada pela esquerda, Gabriel Rodrigues desviou de cabeça e fez 1 a 0.

O Figueirense não conseguiu sustentar a vantagem e, antes do intervalo, aos 46min, Léo Itaperuna empatou para o Cascavel. E foi um golaço, de voleio, sem chances de defesa: 1 a 1.

No segundo tempo, o time da casa voltou mais incisivo. E o Figueira parecia acuado. Logo aos 5min, Douglas recebeu pela direita, avançou e chutou cruzado, rasteiro, virando o placar: 2 a 1.

Em desvantagem, o time catarinense foi com tudo para cima. E, aos 9min, quase empatou com Marcelo, que obrigou o goleiro Ricardo a espalmar, fazendo boa defesa. Outra chance foi com Pedro Maranhão, aos 13min, que cabeceou com perigo, quase empatando o jogo.

A pressão era grande do Figueira. E o Cascavel não conseguia sair para os contra-ataques como gostaria. Aos 42min, Alê Santos perdeu grande chance, ao chutar forte, à direita do goleiro, com perigo, em ataque pela esquerda. Mas, apesar da pressão, o gol não saiu.

Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp