19/11/2021 às 10h30min - Atualizada em 19/11/2021 às 15h50min

O Vale de Aosta e seus castelos

O encantador e espetacular Vale de Aosta é uma região com muito a oferecer aos seus visitantes.

SALA DA NOTÍCIA Duvale Comunicação

Na região existe uma rota especial que combina natureza, caminhadas ao ar livre e cultura: um passeio pelos fantásticos castelos do Vale de Aosta.

Além de ser conhecida pelas suas montanhas, essa região também é conhecida pelos seus encantadores castelos que se enquadram perfeitamente à natureza, tornando a paisagem ainda mais encantadora. Esse passeio pode ser experienciado de carro, a cavalo, de bicicleta e até em agradáveis ​​carruagens.

Subindo do fundo do vale em direção a Aosta, você chega primeiro ao castelo da dinastia de Savoia perto de Gressoney-Saint-Jean, que foi a residência escolhida por Margarida de Savoia. Construída entre 1899 e 1904 no sopé da colina Ranzola na cidade chamada Belvedere que domina o vale até a geleira Lyskamm, a construção tem 5 pequenas torres cuspidadas diferentes e um luxuriante jardim de pedras que abriga espécies botânicas típicas da flora alpina, bem como ervas raras e perfumadas. Certifique-se de visitar os aposentos da rainha, que ainda exibem os móveis originais.

Seguindo em direção à rodovia A4, uma segunda etapa da viagem pode ser Issogne, que abriga um maravilhoso castelo gótico renascentista com verdadeiros tesouros de arte. Propriedade dos bispos de Aosta, o castelo foi transformado numa suntuosa residência por Giorgio di Challant, o prior de Sant’Orso. Não deixe de passear em seu interior, habilmente decorado, e pelo maravilhoso pátio com um pórtico, no meio do qual se encontra uma fonte octogonal com a espetacular escultura de romãzeira em ferro forjado.

Não muito longe de Issogne fica Verrès, uma cidade do condado, de origem romana. É aqui que fica o castelo de Verrès, uma mansão militar do século XIV recentemente restaurada, refinada por ricas decorações nas portas, janelas e lareiras monumentais. A construção foi concluída por Ibleto di Challant em 1390. Ele era membro de uma das famílias nobres mais importantes do Vale de Aosta. Este castelo de bloco único é a combinação perfeita entre a majestosa e poderosa essencialidade de uma fortaleza com a elegância de um castelo.

Voltando para Aosta está o castelo Ussel, que foi construído em meados do século XIV. Pertencia às famílias Challant e Savoia. Usado como prisão, essa construção de um único bloco foi doada à região pelo Barão Marcel Bich. Desde a sua restauração, tem sido utilizado como espaço expositivo. Construído de acordo com a arquitetura militar típica, o castelo está sobre uma rocha íngreme que domina a planície de Châtillon.

Continuando novamente na direção de Aosta, o turista pode fazer uma rápida parada no majestoso castelo Cly em Saint-Denis, que se ergue em um promontório rochoso para controlar estrategicamente o território abaixo.

Não muito longe daqui fica o famoso castelo de Fenis, com maravilhosas muralhas com ameias e torres impressionantes. A estrutura harmoniosa desta mansão medieval (que foi transformada na residência de caça do Rei Victor Emanuel II) é concentricamente organizada em torno do pátio interno, que evoca uma atmosfera charmosa e de conto de fadas. Não se esqueça de dar uma olhada nos fantásticos afrescos dentro da capela.

Esta viagem pelos castelos do Vale de Aosta tem que incluir um passeio pelo maravilhoso Forte di Bard, uma impressionante fortaleza que remonta ao ano 1000, e que foi usada como estrutura militar até 1830. Esse forte da Casa de Savoia só foi reaberto após longas restaurações. Hoje é o novo centro cultural dos Alpes Ocidentais, junto com a vila homônima, e abriga o Museo delle Alpi e muitas exposições temporárias interessantes.

O castelo Royal Sarre domina a entrada do vale. Ele está localizado em Lalex, em uma colina na bacia de Aosta. Construído em 1710 sobre as ruínas de um povoado ainda mais antigo (século XII), após vários proprietários, o castelo tornou-se a residência de verão da Casa de Savoia. Atualmente é o museu que remonta a presença da Casa de Savoia no Vale de Aosta. Não deixe de visitar o Royal Flat, com a sala de jogos Gran Sala del Gioco, a sala de troféus de caça da Galleria dei Trofei Venatori e os quartos do segundo andar, que remetem à história da dinastia Savoia no século XX.

Outra etapa: o castelo Aymavilles, erguido por volta do século XII em uma colina baixa que desce em direção ao rio Dora. Foi reconstruída entre os séculos XIV e XV e equipada com quatro potentes torres cilíndricas. No início de 1800, as antigas estruturas defensivas foram derrubadas e o castelo foi transformado em uma residência elegante, pois recebeu aquela aparência única que antecipou o estilo rococò no Vale.

Conclua este circuito visitando o castelo Sarriod de la Tour na área plana onde vivem os pomares, na cidade de Saint-Pierre. É protegido por uma extensa muralha em uma posição charmosa no alto do rio Dora.

A arquitetura desta mansão é complexa e compreende vários edifícios que datam de diferentes épocas. Não perca a maravilhosa escada em espiral na torre, os afrescos do século XIII na capela e a Sala delle Teste, a sala oficial para receber convidados cujo teto é sustentado por 171 mísulas entalhadas em formas grotescas.

Para mais informações, acesse: www.lovevda.it/turismo/


Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp