27/11/2020 às 23h54min - Atualizada em 27/11/2020 às 23h54min

Ao reassumir cargo, Carlos Moisés anuncia três trocas no alto escalão do governo

Da Redação
Julio Cavalheiro/Secom
Em seu retorno ao cargo após a absolvição pelo Tribunal do Impeachment, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), divulgou nesta sexta-feira, 27, mudanças no primeiro escalão de Governo. São novos nomes para a Casa Civil, a Secretaria Executiva de Comunicação e a Procuradoria-Geral do Estado. As trocas são feitas menos de um mês após as nomeações anteriores feitas pela governadora interina Daniela Reinehr (sem partido), que agora volta ao cargo de vice.

Na Casa Civil, Eron Giordani será o novo chefe. Ele já atuou como secretário da Casa Civil nas prefeituras de Chapecó e Florianópolis, além de ter participado do Conselho de Administração da Celesc. Nos últimos dois anos, atuou na chefia de gabinete da presidência da Assembleia Legislativa (Alesc).

O governador destacou a capacidade de diálogo do novo chefe da Casa Civil com os parlamentares.

“Os deputados estaduais se sentiram amplamente representados com essa escolha. Conversei com os líderes de bancada sobre esse convite, que foi aceito, e o diálogo se estabelece e se amplia. O Eron não é deputado, mas conhece amplamente a atividade parlamentar e tem experiência pública”, reforçou Carlos Moisés.

Na Secretaria Executiva de Comunicação, assume o jornalista Jefferson Douglas. Ele já atuou em vários veículos de comunicação do Estado, foi coordenador de imprensa do Governo do Estado em 2019 e atuava mais recentemente na assessoria do BRDE.

“É um nome que o mercado conhece. Foi consensuado entre os veículos de comunicação e as associações que representam o jornalismo em Santa Catarina. Houve muita conversa nesses dias de novembro em que estive afastado”, salientou o governador.

Por fim, foi anunciado o retorno de Alisson de Bom de Souza ao cargo de procurador-geral do Estado. Funcionário de carreira da instituição, ele já havia comandado a pasta, que cuida dos interesses jurídicos do Estado, na maior parte do ano de 2020.

“Hoje é um dia histórico para Santa Catarina. Um dia em que a verdade e a Justiça foram restabelecidas. Nós sempre defendemos a ausência de justa causa e de um motivo legal que embasasse a representação contra o governador. Entendemos que um processo eminentemente político não poderia prosperar. Porém, ele nos faz refletir e avaliar a importância do relacionamento com poderes e órgãos. Queremos olhar para frente, aprender com os erros, não esquecer o passado e projetar o futuro”, destacou Carlos Moisés.

INVESTIMENTO.

Carlos Moisés também anunciou um programa de investimento no governo, que prevê quase R$ 10 bilhões até 2022 nas áreas de infraestrutura, retomada da economia e planejamento hídrico.

Em entrevista coletiva, Carlos Moisés disse que trata-se de um projeto com visão de futuro, pensado as necessidades do Estado no ano de 2035. Serão investimentos em todas as regiões de Santa Catarina. Na infraestrutura, o valor chega a R$ 5,5 bilhões. Para a retomada da economia, serão empregados R$ 2,3 bilhões. No planejamento hídrico, o aporte será de R$ 1,7 bilhão.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp