04/10/2021 às 16h01min - Atualizada em 04/10/2021 às 16h01min

​‘Nós temos que gostar de ganha’, diz técnico do Jorginho, do Figueirense

Marcos Eduardo Carvalho
Patrick Floriani/FFC
Com duas vitórias e um empate até agora na Copa Santa Catarina, o Figueirense ainda está invicto no torneio estadual e bem próximo da classificação para a segunda fase.

Aliás, no último domingo, venceu o Joinville por 3 a 0 e apresentou um futebol convincente. Para o técnico Jorginho, o Figueira não pode gostar de perder e é importante sempre se acostumar a vencer.

“Nós temos que gostar de ganhar. Nos últimos anos, o Figueirense vem sofrendo muito com derrotas, que e muito ruim para a autoestima do torcedor, do dirigente. Temos que odiar a derrota”, disse.

“A derrota tem que ser muito cara, sangrando. É assim que queremos que o Figueirense consiga, pois quando mais times de Santa Catarina indo bem no Brasil, melhor para a competição interna e melhor para o futebol catarinense”, ressaltou o treinador durante entrevista coletiva.

Segundo ele, o clube vem montando uma base sólida. “Passamos de um processo de manter uma espinha dorsal. Um time que já vem remontando desde o ano passado, não é fácil conseguir fazer o que estamos fazendo aqui no Figueirense”, afirmou Jorginho.

Evolução

Para Jorginho, o fato de o time ter vencido e jogado bem não é motivo para acomodação. “Vamos ficar satisfeitos só com isso? Não. Temos que nos empenhar e nos dedicar mais, para fazer jogos tão bons quanto esse. Temos que manter esse mesmo pensamento, esse mesmo trabalho, essa mesma ideia”, disse o técnico.

No entanto, o treinador reconhece que o nível técnico da Copa Santa Catarina é inferior à Série C do Campeonato Brasileiro.

“EU não posso ser hipócrita de dizer que não é diferente da C, mas não é uma competição fácil. Então, não podemos desprestigiar uma competição tão gostosa, tão boa de fazer como essa”, ressaltou.
“Isso faz com que nós tenhamos a obrigação de continuar lutando por um resultado melhor, pois o nome do Figueirense que está em jogo”, afirmou Jorginho.

Para o treinador, é necessário ter sempre os pés no chão. “Temos que encarar com a maior humildade possível e a maior dedicação possível. Contra o Joinville não foi fácil e se tivesse ficado no 0 a 0, hoje a gente estaria aqui levando porrada. O Joinville deu muito trabalho, como foi o Juventus e também o Marcílio”, disse.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp