21/06/2021 às 21h24min - Atualizada em 21/06/2021 às 21h24min

Chapecoense arranca empate com o Galo no Mineirão e deixa zona de rebaixamento

Marcos Eduardo Carvalho
Pedro Souza/Atlético
A Chapecoense arrancou um empate por 1 a 1 contra o Atlético Mineiro nesta segunda-feira (21), no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.
Com o resultado, o time catarinense, comandado pelo técnico Jair Ventura, foi a 3 pontos, segue sem vencer, mas ao menos deixou a zona de rebaixamento e mostrou poder de reação.

Já o Galo, comandado pelo técnico Cuca, sofre mais um tropeço dentro de casa, depois de três vitórias consecutivas. Assim, fica em quanto lugar, com 10 pontos.

Agora, na próxima rodada, a Chape recebe o Internacional, quinta-feira (24), a partir das 19h, na Arena Condá.
Enquanto isso, o time mineiro joga no mesmo dia e horário quando visita o Ceará, no estádio Castelão, em Fortaleza.

O JOGO.

Logo no primeiro minuto, enquanto o Atlético foi com tudo para o ataque, Fernandinho pegou a bola pela Chapecoense, escapou livre, do meio de campo, para a área, tentou driblar Everson, mas o goleiro do Galo fez a defesa providencial.

Depois, aos 5min, Guilherme Arana cruzou para a área, o goleiro João Paulo tirou de soco. Porém, a bola bateu no zagueiro Felipe Santana e voltou, quase fazendo gol contra. O goleiro conseguiu segurar.

Em seguida, aos 9min, Hulk fez uma bela jogada pela direita, passou pela marcação, clareou, mas na hora de chutar, da entrada da área, mandou por cima.

Porém, a Chape não ficava só atrás. Ia também para o ataque e dava trabalho para a defesa atleticana.
O fato é que o Atlético tinha muita dificuldade em furar a marcação da Chapecoense. E o time catarinense era bem mais perigoso.

Por exemplo, aos 22min, Fernandinho inverteu a bola para Anselmo Ramon, na direita, que chegou batendo por cima, com muito perigo.

Mas o Galo acabou sendo mais eficiente e abriu o placar aos 24min, com Tchê Tchê, em chute de fora da área, com bola morrendo no canto direito, rasteiro: 1 a 0.

Depois, aos 31min, a Chape chegou com Ravanelli, que mandou a bola para o gol, mas não entrou, bateu em Anselmo Ramon e foi para a rede, mas o atacante estava impedido.

Ainda no primeiro tempo, aos 37min, após cobrança de escanteio da esquerda, Hulk desviou de cabeça e a bola pegou no travessão, quase entrando.

E, aos 44min, Matheus Ribeiro teve outra boa chance para a Chapecoense, chutando cruzado, por cima, da direita.
Etapa final

No segundo tempo, o Atlético perdeu grande chance logo a 1min45, quando Hulk recebeu na área, chutou de perna esquerda e João Paulo fez uma defesa espetacular, evitando o segundo gol.

Depois, aos 7min, Hulk teve outra chance, agora pela esquerda, quando chutou para fora, com perigo.
O time da casa estava dominante na etapa final. Assim, aso 18min, o técnico da Chape tirou Anselmo Ramón, cansado, e colocou o atacante Perotti, artilheiro do Campeonato Catarinense.

Porém, ele pegou Covid-19 e, aos poucos, vai retomando o ritmo do jogo para a equipe catarinense.

Assim, o time catarinense melhorou e quase empatou aos 23min. Após cobrança de escanteio, Everson rebateu mal e, na entrada da área, Fernandinho acertou a trave esquerda.

E, na sobra, Perotti e Felipe Santana, na ânsia de concluir, se atrapalharam e não concluíram. Mas, aos 32min, com ajuda do VAR (árbitro de vídeo), o pênalti foi marcado para a Chapecoense, de Allan sobre Fernandinho, na linha de fundo.

Assim, Ravanelli foi para a cobrança e marcou o gol de empate, aos 34min, batendo rasteiro, no canto direito: 1 a 1.
Dessa maneira, o Atlético se abateu e viu a Chapecoense crescer na partida e até tentar a vitória no Mineirão.
Mas, no final, o placar ficou mesmo inalterado.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp