10/01/2022 às 19h00min - Atualizada em 11/01/2022 às 11h31min

Aplicativo de precificação para artesanato atinge 100 mil downloads e vira ferramenta de empoderamento feminino

Criado por Fabielle Bacelar para resolver questão que afetava o negócio dela, Apreço venceu edição 2020 do reality show Batalha das Startups e conseguiu R$ 2 milhões em aceleração

SALA DA NOTÍCIA Estela Maria
https://aprecoapp.com/
Fabielle Bacelar

Ari estava desesperada. A despeito de trabalhar diuturnamente entre 7h e 22h, percebeu que não dispunha sequer de R$ 30 para comprar uma lata de leite para sua filha. Denise Lessa também chegou a um estágio assustador: a marca de roupas para bebês criada por ela já havia atingido um nível de vendas por atacado, mas gerou também um rombo de R$ 50 mil em dívidas bancárias. As histórias dessas artesãs remetem a tantas outras mulheres que tentam empreender em um contexto que une falta de informação e machismo estrutural. No entanto, Ari e Denise tiveram desfechos felizes. Ambas são exemplos de empoderamento feminino e de famílias transformadas positivamente pelo Apreço, aplicativo de precificação criado em 2015.

A natureza do Apreço, aliás, tem muito a ver com o roteiro descrito. Fabielle Bacelar, CEO e idealizadora do aplicativo, estudou administração de empresas e conduzia desde 2012 um negócio de costura criativa. Tomou um susto quando percebeu, após três anos de operação, que não sabia sequer quantificar o faturamento mensal.

“Fui somar e descobri que tinha vendido R$ 1,5 mil. Na época, pagávamos um aluguel de R$ 750. Percebemos que o mercado tinha um gap muito grande de precificação e, por isso, criamos um canal no YouTube”, relata a empreendedora. “Montei uma planilha para ensinar mulheres a precificar seus produtos e percebi que era uma dor enorme”, completa.

A planilha sedimentou o conceito do aplicativo, que Fabielle construiu em parceria com Victor Glaber, um desenvolvedor que se tornou sócio da operação. O Apreço hoje contabiliza 100 mil downloads e 40 mil usuários ativos, incluindo 750 assinantes -- lançada em maio de 2020, a versão paga inclui outros serviços para microempreendedores, como controle de matéria prima e estoque, montagem de orçamento e até cartão virtual.

“Eu converso com várias mulheres diariamente, e muitas, principalmente depois de ter filhos, achavam que eram obrigadas a voltar ao mercado de trabalho, mas não queriam. Eu falei que elas, se tivessem dedicação, podiam ficar em casa e ter uma renda até maior do que a anterior. O propósito do aplicativo é dar escolha para mulheres”, diz Fabielle.

Atualmente, o público feminino representa 97% dos usuários do Apreço. O perfil mais comum é o de artesãs que buscam organização financeira para negócios que já estão em operação, e a plataforma teve um salto considerável depois de Fabielle ter vencido a edição 2020 do Batalha das Startups, reality show que ofereceu prêmio em aceleração e mídia. “A gente entrou na parte operacional e resolveu um problema de cálculo, que é difícil para a maioria das artesãs, mas resolveu também uma questão de mentalidade. Quando elas olham para mim e veem que uma artesã ganhou um prêmio de R$ 2 milhões elas pensam: ‘Até onde uma artesã pode chegar?’”, finaliza a executiva.


Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp