10/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 10/12/2020 às 00h00min

Educação tem maior orçamento de Florianópolis para 2021; Previdência tem maior aumento

Marcos Eduardo Carvalho
Divulgação
Com a aprovação da LOA (Leio Orçamentária Anual) de Florianópolis, na sessão da última terça-feira, a capital de Santa Catarina ficou com uma previsão de R$ 2,45 bilhões de orçamento para o ano que vem, 4,12% a mais do que o ano passado.
 
Entre todas as secretarias, a de Educação segue com o maior orçamento, de R$ 512.541.871. Porém, teve uma redução de 7% em relação a 2020.
 
A Saúde, que teve aumento de 14%, segue como a segunda maior, com verba de R$ 411.774.699 – a pasta, porém, terá um acréscimo de R$ 20 milhões específicos para as possíveis vacinas contra o novo coronavírus, que devem chegar em 2021. O valor foi aprovado através de emenda.
 
Terceiro setor que mais recebe recursos no orçamento de Florianópolis, a Previdência Social terá R$ 369.348.772 e é a que teve o maior aumento em relação a 2020: 23%.
 
O segundo maior aumento no orçamento foi para a segurança pública, com 21% e orçamento de R$ 62.336.551. O setor de cultura também teve aumento acima da média da LOA, com 5% (R$ 14.705.668).
 
O maior recuo de verba foi no Trabalho, com corte de 29%: R$ 13.119.760 para 2021. O setor de Urbanismo, com R$ 230.889.592 para 2021, também perdeu bastante, com queda de 14%.
 
O restante do orçamento ficou distribuído entre Assistência Social (R$ 68.439.318, queda de 2%), Saneamento (R$ 56.111.000, queda de 2%), Gestão Ambiental (R$ 18.297.704, aumento de 0,5%), Esporte e Lazer (R$ 6.139.033 aumento de 0,4%) e Transporte (20.232.250, aumento de 1%).
 
 
 
 

Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp