08/10/2021 às 13h18min - Atualizada em 08/10/2021 às 13h18min

Confira ​10 dicas para economizar nos presentes de Dia das Crianças

Da Redação
Ricardo Wolffenbuttel/ SECOM
Faltam poucos dias para o Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro. Essa é uma das épocas mais aguardadas pelos pequenos e, com a alta da inflação, crise econômica e orçamento apertado, a palavra de ordem nas famílias brasileiras é uma só: economizar. No entanto, para não deixar a data passar em branco algumas estratégias podem ser adotadas. Segundo Luciana Ikedo, assessora de investimentos e especialista em finanças, é importante, por exemplo, mostrar à criança de onde vem o dinheiro da família, que ele é fruto de muito trabalho e, por isso, deve ser gasto com sabedoria e cautela.  

Com o orçamento doméstico em dia, comparar preços, recorrer à descontos e promoções e até mesmo confeccionar os próprios brinquedos em família podem ser ótimas saídas para gastar menos esse ano. Confira algumas dicas:

1) Planejamento

Organização é tudo. Como o Dia das Crianças é uma data recorrente no calendário dos pais, é possível programar com antecedência o valor que será gasto e já incluir ele no orçamento da família, sem maiores preocupações. Uma dica é separar um valor mensal para esse objetivo. 

*2) Utilize cupons de desconto e cashback  

Os cupons de desconto oferecidos na internet funcionam como uma boa estratégia para ajudar a economizar na compra dos presentes. O Cuponomia, por exemplo, é um portal que reúne cupons e cashback (dinheiro de volta) para mais de 2 mil lojas, e disponibiliza uma lista com milhares de descontos em brinquedos e outros produtos infantis. “O cashback vem crescendo no Brasil e, com a pandemia, as compras online tendem a aumentar mais ainda. O cashback vem como uma alternativa e oportunidade de economizar nessas e outras datas comemorativas”, afirma Ivan Zeredo, diretor de marketing do Cuponomia. 

3) Frete Grátis

Ainda no ambiente virtual, optar por lojas online que ofereçam frete grátis também é uma opção. Existem, inclusive, marcas que têm o frete grátis como benefício desde que a compra seja feita por meio de aplicativo próprio ou parceiro. Pesquise!

4) Estipule um valor
 
Definir previamente quanto a criança poderá gastar com o presente, incentiva ela a economizar. Ao desistir de gastar todo o dinheiro em um único item e substituí-lo por um mais em conta, a criança percebe que com o restante poderá realizar outra atividade, comprar outro produto ou ainda poupar e realizar algum sonho a longo prazo.

5) Compare preços

Procure comparar o valor do brinquedo desejado em mais de uma loja. Com a pandemia, muitas pessoas têm preferido fazer as compras de forma online, então, uma outra sugestão é comparar os preços pela internet. Já existem várias ferramentas que realizam comparativos de produtos de forma online e simultaneamente. 

6) Aproveite para ensinar educação financeira para os pequenos

Essa é, inclusive, uma excelente oportunidade de ensinar educação financeira às crianças, sem deixar de lado a celebração. A partir dos três anos de idade já é possível falar de dinheiro com as crianças, ensinando noções básicas sobre valor e importância dos recursos financeiros da família”, afirma Luciana.

7) Inclua as crianças no processo de compra

Muitos pais evitam levar as crianças às compras, porém, esse é um momento importante que pode ser muito bem aproveitado. “É essa a hora de explicar a eles a diferença de preço entre o brinquedo com temática do personagem infantil favorito, e o de outros itens, afinal, o comércio costuma aproveitar esse tipo de data comemorativa para aumentar seus lucros, vendendo brinquedos de marca por preços altos demais para quem não se planejou”, acrescenta Ikedo. 

8) Não deixe para última hora

Quanto mais próximo do Dia das Crianças você estiver, menor será a chance de aproveitar essas facilidades e mais, de encontrar o produto que deseja ainda disponível ou no tamanho que precisa. Programe-se e vá às compras com antecedência. 

9) Economia colaborativa e consciente

Ainda assim, se o orçamento estiver apertado, uma sugestão é até mesmo realizar a própria fabricação de um brinquedo em casa, promovendo assim uma atividade prazerosa em família. “Pesquisar em pequenos comércios de bairro os preços também é uma saída e ainda estimula a economia colaborativa”, finaliza Luciana.

10) Criatividade

Vivemos um momento de incertezas econômicas e explicar a situação financeira da família à criança pode ajudar ela a lidar com a expectativa de poder receber, no momento, aquele presente que ela tanto queria. Se possível, uma boa alternativa à falta de dinheiro é combinar com a criança algum passeio ou diversão no parque. Existem outras atividades que podem sair um pouco mais em conta também e que podem envolver toda a família. O importante é ter criatividade!
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp