05/01/2021 às 18h13min - Atualizada em 05/01/2021 às 18h13min

​Catarinense fecha dia em 2º lugar e está 3º no geral entre os UTVs no Rally Dakar

Da Redação
Divulgação
O Rally Dakar teve um dia repleto de emoção na definição do vencedor da terceira etapa, disputada nesta terça-feira na Arábia Saudita. Entre os UTVs, a vitória foi da dupla chilena composta por Francisco “Chaleco” Lopez e Juan Pablo Vinagre, ampliando assim a liderança da categoria no tempo total acumulado. No entanto, a terça-feira foi de luta intensa no deserto árabe: os três primeiros colocados ficaram separados por apenas 24 segundos, uma margem bem pequena em uma prova com trecho cronometrado de 403 km.
 
 Entre os brasileiros, o catarinense Gustavo Gugelmin foi destaque na navegação ao lado do piloto americano Austin Jones, da equipe Monster Energy Can-Am.  A dupla fechou o dia na segunda colocação após liderar parte da prova e alcançou o terceiro lugar no tempo total acumulado.
 
“Foi um dia em loop, ou seja, em laço, saindo e voltando para o mesmo acampamento o que possibilita ao pessoal de apoio descansar um pouco, porque não tem o deslocamento”, diz Gugelmin que tem postado vários detalhes do dia a dia das duplas no Dakar em suas redes sociais.
 
“Foi um dia intenso de dunas, com muito cuidado em todas elas, com carro atolado, caminhão capotado, quadri e moto tombados. Viemos num bom ritmo, com navegação perfeita até o finalzinho. A gente vinha liderando, mas tivemos um pneu furado faltando 30 quilômetros e outro logo adiante, um quilômetro depois. De qualquer maneira, fomos bem, chegando mais perto dos líderes, mas ainda tem muito Dakar pela frente”, completa o navegador brasileiro.
 
A terça-feira não foi fácil para a dupla dos brasileiros Reinaldo Varela e Maykel Justo. Contudo, mesmo fora do top-10 da classificação da prova de hoje eles conseguiram se manter entre os principais competidores na geral, ocupando a sétima colocação. Reinaldo e Maykel perderam tempo porque precisaram fazer a troca da homocinética e do eixo de roda e, com isso, ficaram 27min04seg atrás dos líderes.
 
“A homocinética é onde vai conectado o eixo da roda que transfere a força do motor – ela transmite toda a força do motor e também sofre com as batidas do carro contra o solo. Com a velocidade constante, subidas íngremes e os saltos intermináveis que fizemos hoje nas dunas, durante mais de 400km da especial, ela acabou quebrando”, conta Varela.
 
Maykel comentou sobre a expectativa para a próxima etapa. “Essas coisas são o que mais acontece no Dakar. Não é à toa que essa é a prova mais difícil do mundo. Felizmente, estávamos preparados e fizemos os reparos em tempo recorde. Agora é manter o foco e continuar a andar forte como temos feito”, diz Maykel.
 
A Can-Am segue dominando entre os UTVs. No top-20 da classificação desta terça-feira, dezoito duplas correm de Can-Am, e na classificação geral acumulada, os quinze primeiros colocados disputam o rali mais duro do mundo com um Maverick X3.
 
A quarta etapa do Dakar será disputada nesta quarta-feira (6) na Arábia Saudita. O trajeto completo tem 813 km no total, sendo 337 km de especial, em que os competidores vão sair de Ad-Dawasir até Riyadh, dando sequência ao rali que começou no último dia 3 e será disputado até o dia 15 de janeiro, com chegada em Jeddah.
 
Confira a classificação preliminar na categoria UTV, do 3º dia de prova e o resultado geral acumulado do Dakar 2021:
 
Terceiro dia – 05 de janeiro
 
1º) Francisco “Chaleco” Lopez (Chile)/Juan Pablo Latrach Vinagre (Chile), Can-Am Maverick XRS Turbo – 4h20min57seg
 
2º) Austin Jones (EUA)/Gustavo Gugelmin (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo – 4h21min20seg
 
3º) Michal Goczal (Polônia)/ Szymon Gospodarczyk(Polônia), Can-Am Maverick XRS– 4h21min21seg
 
4º) Khalifa Al Attiyah (Qatar)/Paolo Ceci (Itália), Can-Am XRS Turbo – 4h23min30seg
 
5º) Jeremie Warnia (França)/ Steven Griener (Grã-Bretanha), Polaris RZR – 4h24min28seg
 
6º) Santiago Navarro (Espanha)/Marc Sola Terradellas (Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo – 4h24min38seg
 
7º) Kees Koolen (Holanda) /Jurgen Van Den Goorbergh (Holanda), Can-Am XRS Turbo
– 4h24min41seg
 
8º) Aron Domzala (Polônia)/Maciej Marton (Polônia), Can-Am Maverick X3 – 4h26min26seg
 
9º) Saleh Alsaif (Arábia Saudita)/Oriol Vidal Montijano (Espanha), Can-Am Maverick X3T3PRO Turbo – 4h28min31seg
 
10º) Sergei Kariakin (Rússia)/Anton Vlasiuk (Rússia), Can-Am Maverick X3 Turbo - 4h 30min19seg
 
Resultado Acumulado após 3 etapas
 
1º) Francisco “Chaleco” Lopez (Chile)/Juan Pablo Latrach Vinagre (Chile), Can-Am Maverick XRS Turbo – 13h19min10seg
 
2º) Aron Domzala (Polônia)/Maciej Marton (Polônia), Can-Am Maverick X3 – 13h25min18seg
 
3º) Austin Jones (EUA)/Gustavo Gugelmin (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo - 13h26min23seg
 
4º) Sergei Kariakin (Rússia)/Anton Vlasiuk (Rússia), Can-Am Maverick X3 Turbo – 13h35min43seg
 
5º) Saleh Alsaif (Arábia Saudita)/Oriol Vidal Montijano (Espanha), Can-Am Maverick X3T3PRO Turbo – 13h39min25seg
 
6º) José Antonio Hinojo Lopez (Espanha)/Diego Ortega Gil Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo – 13h43min38seg
 
7º) Reinaldo Varela (Brasil)/Maykel Justo (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo – 13h46min14seg
 
8º) Santiago Navarro (Espanha)/Marc Sola Terradellas (Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo – 13h55min37seg
 
9º) Michal Goczal (Polônia)/ Szymon Gospodarczyk(Polônia), Can-Am Maverick XRS - 13h56min41seg
 
10º) Gerard Farres (Espanha)/Armand Monleon (Espanha), Can-Am Maverick XRS Turbo – 13h57min06seg
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp