01/10/2021 às 16h48min - Atualizada em 01/10/2021 às 17h00min

DISPONÍVEL EM LABORATÓRIO SOMENTE EM LABORATÓRIO PRIVADO

EXAME DETECTA O CORONAVÍRUS E OUTROS QUATRO TIPOS DE VÍRUS

SALA DA NOTÍCIA Danielle Rangel Campos Salgado
https://web.facebook.com/dcamposassessoria
Daniel Castelo Branco
A pandemia do coronavírus fez surgir diversos e mais sensíveis testes rápidos para detectar a doença. Um desafio para o setor de análise clínica é a semelhança dos sintomas, o que “obriga” especialistas na área disponibilizarem diagnósticos mais certeiros.

Um novo teste chamado PCR Múltiplo, disponível no Lach, laboratório e clínica no Jardim Botânico, entrega ao paciente o resultado em 24 horas e ajuda a diferenciar síndromes respiratórias com sintomas parecidos com o da Covi-19. O exame rápido e múltiplo está focado nos vírus de maior circulação: os Influenza A e B (que são distintos), o VSR e o Sars-CoV-2.
 
O objetivo do exame é fornecer um diagnóstico diferenciado e atender a algumas necessidades. “Fazer o teste PCR múltiplo dá uma resposta mais completa e orienta melhor o médico saber qual conduta de tratamento seguir e que tipo de isolamento será necessário”, esclarece Bárbara Pereira, biomédica, especialista em Imuno hematologista pela UFRJ e biomédica responsável pelo setor de análises clínicas do Lach, laboratório e clínica no Jardim Botânico, Rio de Janeiro.
 
O Lach tem mais de 27 anos de atuação e realiza todos os exames seguindo os melhores protocolos de saúde do mundo. Além disso, o Lach trabalha com um atendimento diferenciado, limitando a quantidade de agendamentos diários com o objetivo de entregar ao cliente um resultado de teste com toda a qualidade e 99,9% confiável.
 
SOBRE O TESTE
O exame é parecido com o PCR convencional da Covid-19. Colhe-se a secreção do nariz com um cotonete, e o resultado sai em até 24 horas. Ele pode ser realizado em crianças e adultos. A maior diferença é que ele é indicado apenas para pessoas que estão com sintomas. O valor está em torno de R$ 600.
“O PCR do coronavírus também é útil em assintomáticos, porque a ideia é controlar a pandemia, então a pessoa faz porque precisa viajar ou trabalhar e não pode correr o risco de transmitir a doença”, explica Joana Bion. O valor é um pouco mais alto que o da versão mais simples e ainda não está disponível em farmácias, somente em laboratórios privados.

Já existem exames que detectam mais de 20 tipos de vírus, mas eles são caros e demorados. Contar só com esse tipo de análise é a forma certeira de detectar qual doença o paciente está acometido, pois esse novo teste foca nos quatro vírus de alta prevalência, ou seja, os que mais circulam.

É importante destacar que o novo PCR é relevante somente a pacientes sintomáticos, pois ele serve para excluir um quadro mais grave de uma dessas doenças. “Antes do mundo ser assolado pela pandemia do coronavírus, infecções virais sempre foram gatilho de internações. Diversos estudos comprovam que pessoas com comorbidades acabam ficando mais tempo no hospital, com um quadro pode progredir para uma pneumonia. Ter esse tipo de teste disponível com certeza só vai trazer benefícios e melhora rápida da infecção”, ressalta Bárbara Pereira.

Para realizar o exame é necessário apresentar um pedido médico. O paciente até pode fazê-lo por conta própria, mas ele vai precisar que o resultado seja interpretado por um profissional. 

Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp