28/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 28/08/2021 às 00h00min

Indústria é responsável por quase metade da geração de empregos de Santa Catarina em julho, diz Caged

Da Redação
Plínio Bordin
Santa Catarina registrou a abertura de 13,4 mil novas vagas no mercado formal de emprego em julho. Indústria geral e a construção civil tiveram a maior participação no resultado, com abertura de 6.199 novos postos de trabalho no mês passado. No mesmo período, o setor de serviços, comércio e agropecuária registraram saldo de 4.623, 2.793 e -218 respectivamente. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 26, pelo Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foram analisados pelo Observatório Fiesc.

“O resultado é positivo e demonstra a manutenção da atividade industrial em Santa Catarina. Com isso, mantemos nossas expectativas otimistas para o aumento da produção no segundo semestre de 2021”, avalia o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar. Os índices de confiança e de intenção de investimento dos empresários catarinenses, medidos pelo Observatório Fiesc em parceria com a CNI, continuam em patamar superior às médias históricas – indicando maior confiança na economia e na realização de novos investimentos.

Desde janeiro, o estado registra saldos positivos consecutivos na geração de novos postos de trabalho. No acumulado do ano, Santa Catarina registra 139,4 mil vagas criadas. A indústria geral foi o setor que mais criou empregos no estado em 2021, com 60.465 vagas.

No mês de julho, Santa Catarina registrou o terceiro maior saldo do país para a indústria de transformação. A geração de empregos da indústria catarinense ficou atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. 

Destaque para o setor têxtil e confecção

De acordo com análise do Observatório FIESC, o principal destaque da indústria catarinense em julho foi o setor de têxtil, confecção, couro e Calçados, responsável pela geração de 1.943 novos postos de trabalho. O segmento de Confecção de Peças do Vestuário aponta maior abertura de vagas no mês passado, com saldo de 942.
O avanço da vacinação e a retomada do ritmo de consumo ajudam a explicar o desempenho do setor. Em Santa Catarina, as vendas do comércio varejista tiveram alta de 3,8% no primeiro semestre do ano, conforme a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE. 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp