21/08/2021 às 18h56min - Atualizada em 21/08/2021 às 18h56min

Chape leva empate com pênalti polêmico nos acréscimos e deixa escapar primeira vitória no Brasileirão

Marcos Eduardo Carvalho
Marcio Cunha/ACF
A Chapecoense sofreu empate por 1 a 1 nos acréscimos para o Atlético Goianiense na tarde deste sábado (21), no estádio Antonio Accioly, em Goiânia, na abertura da 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com esse resultado, o time catarinense, comandado pelo técnico Pintado, ainda segue na lanterna, com 6 pontos e já vai superar o recorde negativo do Avaí, que ficou 17 jogos sem vencer no Brasileirão de 2019.

Além disso, a Chape se vê cada vez mais condenada por um rebaixamento que parece inevitável.

Por sua vez, o Dragão, sob comando do técnico Eduardo Barroca, foi a 24 pontos, momentaneamente em sexto lugar.

Agora, na próxima rodada, a Chape visita o Sport no outro sábado (28), onde deverá reencontrar o seu ex-técnico Umberto Louzer, que hoje está no time de Recife.

Enquanto isso, o Atlético volta a jogar em casa no outro domingo (29), quando recebe o Internacional, a partir das 18h15.

O JOGO.

Em campo, a Chapecoense levou um grande susto logo aos 4min, quando Janderson cobrou falta com perigo, a bola passou pela barreira e passou bem perto do ângulo.

No entanto, a Chape respondeu dois minutos depois, com o atacante Bruno Silva, que arriscou um chute de longe e o goleiro Fernando Miguel fez uma defesa tranquila.

Porém o jogo estava muito fraco tecnicamente e bastante amarrado no meio de campo, com poucas chances de gol.
Assim, o time catarinense, que precisava da primeira vitória, tinha dificuldades. Naquele momento, o Atlético tinha 70% de posse de bola, contra 30% da equipe da Chape.

Depois, a primeira grande chance da Chapecoense veio aos 30min, quando Anselmo Ramon aproveitou cobrança de falta e cabeceou por cima, com perigo.

Em seguida, aos 34min, a Chape teve um pênalti marcado, em lance revisado pelo VAR (árbitro de vídeo).
Assim, Anselmo Ramon foi para a cobrança e marcou 1 a 0; Fernando Miguel ainda tocou na bola, mas não defendeu.

Antes do intervalo, a Chape perdeu o atacante Bruno Silva, lesionado, que deixou o campo chorando muito.

SEGUNDO TEMPO.

Depois do intervalo, o Atlético Goianiense voltou pressionando muito e, com a Chape bem recuada, começou a criar chances.

Assim, aos 3min, quase empatou com André Luís, que perdeu grande chance na cara do gol.

Logo depois, aos 6min, nova chance do Dragão, quando Zé Roberto desviou de cabeça e mandou por cima da meta.

Mais tarde, aos 16min, a Chape teve boa chance de empatar com Busanello, mas a finalização parou na boa defesa de Fernando Miguel.

Depois, aos 20min, o Dragão chegou a marcar com o zagueiro Oliveira, mas ele estava impedido e o gol foi anulado.
No entanto, quando a vitória parecia certa, o árbitro marcou pênalti para o Atlético, com auxílio do VAR, aos 45min.
Na jogada, o técnico Pintado, da Chapecoense, foi expulso por reclamação.

Assim, na cobrança, João Paulo marcou o gol de empate dos donos da casa: 1 a 1.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp