31/10/2020 às 06h44min - Atualizada em 31/10/2020 às 06h44min

​Homem é condenado a 25 anos de prisão por feminicídio e terá que indenizar família da vítima

Da Redação
Divulgação
Um homem foi condenado a mais de 25 anos de prisão, além de ter que pagar R$ 50 mil de indenização para os pais e filhos da vítima, após um crime de feminicídio e ocultação de cadáver, inicialmente denunciado pelo MP-SC (Ministério Público de Santa Catarina, na Comarca de Capizal.

A pena foi aplicada em sessão do Tribunal do Júri realizada na Câmara de Vereadores de Capinzal nesta quinta-feira (29), que também condenou o réu por ocultação de cadáver.

Perante o Tribunal do Júri, a promotora de Justiça Francieli Fiorin sustentou que o homicídio foi qualificado por ter sido praticado mediante dissimulação e meio que dificultou a defesa da vítima, por ter sido praticado com extrema brutalidade, caracterizando meio cruel, e por se tratar de feminicídio, ou seja, praticado por razões da condição do sexo feminino da vítima, envolvendo violência doméstica e familiar.

O crime foi praticado em julho de 2019. De acordo com o MP, o réu chamou a vítima para conversar em sua casa, dissimulando haver aceitado o término do relacionamento e ocultando sua intenção de matá-la. Estando frente a frente com o réu, a vítima foi por ele violentamente agredida com um golpe no rosto, que provocou o desmaio. 

Com a mulher desacordada, ele cortou com profundidade o pescoço dela. Depois, colocou o corpo no carro, levou-o até uma ponte e se desfez dele no Rio Uruguai. O corpo só foi localizado quatro dias depois, por indicação do próprio réu, que nesse momento estava preso preventivamente pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, em outra investigação em andamento à época.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp