26/10/2020 às 14h19min - Atualizada em 26/10/2020 às 14h19min

​Na contramão de roubos e furtos, homicídios em SC crescem 3,87% nos dez primeiros meses de 2020

Da Redação
Ricardo Wolffenbuttel/ SECOM
O índice de homicídios no estado de Santa Catarina teve alta de 3,87% até o dia 26 de outubro em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2019, foram 542 mortes violentas no estado neste mesmo período, contra 563 agora. Os dados são do boletim semanal de indicadores da Segurança Pública do Estado e revertem uma tendência de queda nos últimos anos: foram 799 mortes em 2017 e 649 em 2018.

Na Grande Florianópolis, a capital registrou aumento de 21,27% de homicídios este ano em relação ao mesmo período de 2019, sendo o destaque negativo, com dez casos a mais do que no ano passado (57 contra 47). No estado todo, ficou atrás apenas de Itapema, que teve 13 homicídios a mais no período.

Em Biguaçu, também teve aumento. Em 2019, foram apenas 6 homicídios até o dia 26 de outubro. Agora, em 2020, no mesmo período, foram 9, uma alta de 50%.

Já São José teve queda grande no número de casos, que chegou a 40%. Foram 25 homicídios em 2019, contra 15 em 2020. Aliás, a cidade da região foi a segunda com maior queda de mortes violentas em todo o estado, atrás apenas de Blumenau.

Em Palhoça, também houve queda no número de mortes violentas: 12,5%. Foram 16 no ano passado e 14 agora em 2020, no mesmo período.

Contramão

Por outro lado, o número de roubos e furtos teve grande queda em Santa Catarina este ano, em comparação com os primeiros dez meses do ano passado.

Em 2019, foram registrados 9.221 roubos em Santa Catarina, contra 7.622 até 26 de outubro deste ano, uma variação negativa de 17.34%. Os dados acompanham a tendência de queda dos últimos anos. Em 2017, no mesmo período, foram 14.121 roubos, contra 9.811 em 2019.

No número de furtos, a queda foi parecida. De janeiro a outubro de 2019, foram registrados pela Secretaria de Segurança Pública 84.659 casos, contra 69.664 até agora em 2020, uma queda de 17.71%. A queda em relação aos anos anteriores também é acentuada. Em 2017, no mesmo período, foram 95.517 roubos, caindo para 81.967 em 2018. Depois, houve alta em 2019 para 84.659, caindo agora em 2020.

Uma das explicações para a queda de roubos e furtos é o período de quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus. O que, porém, não impediu o aumento de casos de homicídios no estado.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp