25/06/2021 às 10h15min - Atualizada em 25/06/2021 às 10h15min

​Mais de 3.500 tainhas são pescadas na Praia da Pinheira, em Palhoça

Da Redação
Divulgação
Logo cedo, às 7h,  os pescadores olheiros, que fiscalizam a chegada das tainhas, avistaram dois cardumes grandes se aproximando da orla da Praia da Pinheira, em Palhoça, nesta última quinta-feira. O otimismo ao ver os peixes se misturou ao esforço para reunir os pescadores que não estavam na praia por causa do vento nordeste forte que soprava no momento. Salésio Cantalício, presidente da Colônia de Pescadores, explica que “os primeiros barcos que entraram na água foram com os pescadores mais novos, porque os mais antigos estavam se escondendo do vento. Eles que começaram o lanço”. 

O lanço, citado pelo presidente da Colônia, é o movimento feito pelos pescadores em conjunto para cercar o cardume usando as redes conduzidas pelos barcos. Na ocasião, um barco cercou cada cardume, mas somente um deles voltou para a praia com peixes. Cerca de 3.500 tainhas foram capturadas, cerca de 4 toneladas de peixe, mas poderia ter sido muito mais. “O outro cardume, aquele que fugiu em direção ao norte, tinha umas 10 mil tainhas. Seria uma pescaria grande, pena que passaram reto”, explica Salécio Cantalício. 

De acordo com a previsão estipulada pelos pescadores da praia, o vento sul que começa a aparecer nesta sexta-feira deve trazer de volta o cardume que passou e aumenta as esperanças para melhorar a safra. “Estamos no meio da temporada oficialmente, mas é nessa época que as tainhas passam pelo litoral palhocense. É um trabalho admirável feito pelos pescadores que vivem o que fazem para arrecadar o sustento”, enfatizou o secretário de Maricultura e Pesca de Palhoça, Flávio Martins.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp