30/06/2021 às 00h00min - Atualizada em 30/06/2021 às 00h00min

​‘O Atlético criou uma identidade, é um time que gosta de jogar’, diz técnico do CAC, Edu Sales

Marcos Eduardo Carvalho
@bepromidia/Comunicação - CAC
O Atlético Catarinense vai estrear na quinta-feira (1º), no Campeonato Catarinense da Série B, quando recebe o Nação de Canoinhas, às 15h, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Campeão da Série C no ano passado, em seu primeiro ano de profissionalismo, a Águia Josefense agora almeja voos mais altos.

Um dos responsáveis pela conquista em 2020 é o técnico Edu Sales, que continua no clube em 2021 e tem um único objetivo: levar o clube de São José para a elite do Campeonato Catarinense no ano que vem, o que seria uma ascensão meteórica.

Com uma base formada da temporada passada, junto com novos reforços, o treinador está confiante na capacidade do elenco. A seguir, veja a entrevista exclusiva do treinador ao portal Manezinho News.

Quais os objetivos do Atlético Catarinense para esta temporada?
Nosso objetivo é conquistar o acesso a série A, e consequentemente conquistar uma vaga na copa Santa Catarina.

O clube manteve uma base da Série C do ano passado agora para a Série B. É possível manter o mesmo desempenho?
Além da base que mantivemos, trouxemos novos atletas com o perfil da série B. Atletas com ótimo potencial, que estão buscando espaço no futebol e que podem ter um excelente desempenho na competição.

Qual vai ser o estilo de jogo do CAC nesta temporada?
Creio que o Atlético criou uma identidade, é um time que gosta de jogar, de ter a posse de bola, criar situações que o levem a vitória. Jogará bonito quando puder, e feio quando for preciso. Time de marcação forte, competitivo, ambicioso.

Como tem sido esse trabalho na pré-temporada? Qual o balanço do período de treinos?
Nossa pré-temporada tem sido bem produtiva, nas duas primeiras semanas com ênfase na parte física em sequência entramos com a parte técnica e tática. Onde os atletas estão se adaptando muito bem a nossa ideia de jogo.

Até que ponto a falta de torcida nos estádios atrapalha no dia a dia, no rendimento do time?
A falta de torcida faz diferença em todos os aspectos, você precisa motivar mais o jogadores. Na falta de torcida dar-se um ambiente de treino e por muitas vezes se relaxa ou perde a concentração. Quando se tem um ambiente com torcida o atleta se motiva mais, fica mais fácil ao treinador pedir concentração, o atleta naquele momento sente realmente um clima de competição.

Pelo que tem acompanhado, o que dá para esperar dos demais adversários da Série B?
Acredito que teremos jogos bem disputados, equipes competitivas, com boas ideias colocadas pelos seus treinadores. Espero ver uma competição com um nível técnico muito bom.

Teremos um 'clássico' regional contra o Guarani de Palhoça este ano. Até que ponto um confronto regional pode servir de motivação para o time?
Guarani tem sua história por tantos anos estar disputando o catarinense. O Atlético, apesar de ter apenas um ano, já tem uma história positiva (Acesso e Campeão série C). Por serem dois clubes da região e que procuram utilizar atletas da região cria-se um ambiente digamos de clássico, mas acho cedo colocar dessa forma, até porque será a primeira vez que se enfrentarão. O Atlético vai construir uma bela história ao passar dos anos e poderá chegar a esse status de clássico com Guarani.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp