22/04/2024 às 17h46min - Atualizada em 22/04/2024 às 20h00min

Como usar a comunicação não-violenta para melhorar minhas relações corporativas?

Prática busca ir na contramão da violência verbal estrutural nas empresas

SI Comunicação
Livre

Uma comunicação assertiva é essencial para que qualquer ambiente de trabalho seja saudável e produtivo. No entanto, muitas vezes, as interações nas empresas podem ser marcadas por conflitos, mal-entendidos e tensões, resultando em um clima negativo que prejudica a colaboração e a eficácia. É nesta ocasião que a Comunicação Não-Violenta (CNV) entra em jogo, oferecendo uma abordagem eficaz para melhorar as relações corporativas e promover uma cultura de respeito, empatia e compreensão mútua.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Aberje em 2020 sobre a Comunicação Não-Violenta (CNV) nas organizações no Brasil, entre os 327 entrevistados, 52% afirmaram que a ansiedade é o estado emocional mais frequente que sentem enquanto trabalham e que a empatia é uma prática importante para 89% dos colaboradores. Isso reflete como a CNV é fundamental para melhorar as relações corporativas, pois promove a empatia e aprimora a compreensão mútua.

Desenvolvida pelo psicólogo clínico Marshall Rosenberg, a CNV é um método estruturado para transformar a forma como nos comunicamos, promovendo a resolução de conflitos, a construção de relacionamentos mais saudáveis e a criação de um ambiente de trabalho mais positivo e produtivo. 

Ela se baseia em quatro componentes principais: observação, sentimento, necessidade e pedido. Para aplicar esses componentes, é importante observar de forma objetiva e sem julgamentos, expressar seus sentimentos de forma clara e honesta, identificar as necessidades por trás desses sentimentos e fazer pedidos específicos e construtivos. Seu intuito não é ser apenas uma ferramenta de gestão, mas um caminho para a transformação cultural das empresas. É o que explica a Dra. Simone Nascimento, médica com especialização em saúde mental e bem-estar corporativo.

“Ao adotarmos a CNV, não estamos apenas melhorando a comunicação; estamos promovendo uma organização onde cada colaborador se sente ouvido, compreendido e valorizado. Essa prática é fundamental para as empresas que buscam proporcionar um ambiente que valorize a saúde mental e a produtividade sustentável, afinal, quando as pessoas se sentem seguras e respeitadas, elas naturalmente se tornam mais engajadas e criativas, impulsionando a inovação e o sucesso da empresa como um todo”, completa. 

Contudo, desenvolver essa prática não é uma tarefa fácil, pois requer um compromisso contínuo e uma liderança que esteja disposta a ser o exemplo vivo dos princípios que prega. É um investimento no capital humano que promete retornos imensuráveis em termos de retenção de talentos, engajamento, criatividade e, consequentemente, resultados financeiros.

Confira algumas dicas valiosas da Dra. Simone Nascimento para aprimorar uma comunicação empática na sua empresa:

  • Capacite a sua equipe. Promova treinamentos regulares sobre CNV para todos os colaboradores, enfatizando a importância dos quatro componentes (observação, sentimento, necessidade e pedido).
     
  • Seja um exemplo. Adote uma postura de CNV e incentive a prática no dia a dia, criando oportunidades para que os colaboradores exercitem a empatia e a escuta ativa e principalmente durante a resolução de conflitos, buscando entender as necessidades subjacentes por trás dos desentendimentos.
     
  • Use a CNV ao fornecer feedbacks. Foque em observações objetivas, expressando sentimentos e necessidades, e fazendo pedidos claros em vez de críticas.
     
  • Implemente na cultura organizacional que valorize a comunicação assertiva. Trabalhe para integrar os princípios da CNV na cultura organizacional, tornando-a parte da identidade da empresa.

Sobre a Dra. Simone Nascimento
A Dra. Simone Nascimento é médica, mestre em Medicina pela Universidade de Lisboa, com especialização em Saúde Mental Corporativa pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein. Possui formação e certificação em Medicina do Estilo de Vida pelo American College of Lifestyle Medicine. Simone é fundadora do Projeto Equilibria - Saúde Individual e Coletiva e atua como palestrante e consultora de programas de saúde mental no trabalho e saúde integral. 

Informações para a imprensa:
Ghabriella Costermani: [email protected]
Silvana Inácio [email protected]
Contato: (11) 99191-5116


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp