16/04/2024 às 13h35min - Atualizada em 17/04/2024 às 00h00min

Dia do Metalúrgico (21/4): como anda o mercado de trabalho no setor

Escola Técnica Tupy mantém o curso técnico em Metalurgia há 65 anos e comemora índice de empregabilidade superior a 90%

GRAZIELA LINDNER
www.ett.com.br
Divulgação ETT
A demanda de trabalho e as oportunidades de emprego na indústria metalúrgica seguem em alta. O setor representa cerca de 10% do PIB nacional e, em Joinville, importante polo industrial catarinense, é um dos carros-chefes da atividade econômica.

Ângelo Gabriel Pedro Silva, 22 anos, não demorou a perceber o potencial do setor. Trabalhando no posto de inspetor de qualidade de acabamento em uma grande indústria de Joinville, ele enxerga tantas oportunidades de crescimento na carreira que decidiu fazer o curso técnico em Metalurgia da Escola Técnica Tupy – instituição de ensino do ecossistema UniSociesc.

“Vim para Joinville em busca de emprego. Um mês após me instalar na cidade, comecei a trabalhar na área de Metalurgia. Foi aí que decidi redirecionar a minha carreira e me especializar em um segmento que aprendi a gostar”, conta o jovem natural de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

A alta demanda da indústria por profissionais qualificados foi outro fator que chamou a atenção do estudante. “Comecei o curso técnico em Metalurgia para me aprimorar em um setor com muita demanda de mão de obra. Quero me destacar no trabalho e obter a base necessária para novos cursos na área de Fundição e Metalurgia”, conta Ângelo, que já pensa em cursar Engenharia de Materiais quando terminar a formação técnica na ETT.

Mercado de trabalho
Em 2023, segundo estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o setor metalúrgico empregava cerca de 1,2 milhão de pessoas no país.

O número é o mesmo apontado pelo IBGE, mas a Confederação Nacional dos Metalúrgicos vai mais longe: entre trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados, o número pode chegar a 3 milhões.

Não é à toa que o Brasil comemora, em 21 de abril, o Dia do Metalúrgico. Na Escola Técnica Tupy, o curso de Metalurgia completou, em março, 65 anos ininterruptos. O curso foi o primeiro da região Norte catarinense a formar técnicos em Metalurgia e até hoje se mantém no portfólio da escola. Entre os estudantes em formação, o índice de empregabilidade passa de 90%.

Hard e soft skills
A professora Maria Inez Reinert, que há 35 anos leciona na ETT e viu seus alunos construírem carreiras de sucesso mundo afora, diz que a grade curricular do curso técnico em Metalurgia está focada nas habilidades técnicas e comportamentais dos futuros profissionais, as chamadas hard skills e soft skills.

“É isso o que o mercado busca, profissionais completos. O curso de Metalurgia foi o primeiro implantado na ETT, há 65 anos. Para o primogênito, optou-se por uma grade curricular voltada à fundição, uma área importante em nossa cidade, mas além dos conteúdos técnicos, o curso sempre ofereceu disciplinas formadoras de caráter”, conta.

Lançado em março, nas comemorações de 65 anos da ETT/UniSociesc, o documentário “Um passado presente: memórias da Escola Técnica Tupy” conta detalhes sobre a origem da instituição de ensino e seus avanços ao longo do tempo.

Coordenador da ETT, o professor Jeferson Marcelo da Silva conta que a escola alia sua tradição aos insights necessários à modernização dos processos de educação. Atualmente, a Escola Técnica Tupy mantém um amplo portfólio com cursos em diferentes áreas.

“Não é à toa que somos referência em ensino técnico. A educação profissional deve estar alinhada às transformações digitais e às demandas do mundo do trabalho, cada vez mais exigente, moderno e inovador. Por isso, nosso modelo de ensino evolui sem perder a robustez e a qualidade consolidadas há tantas décadas”, explica o coordenador.

SOBRE A ETT
Fundada em 1959, a Escola Técnica Tupy se dedica a formar e a transformar pessoas, desenvolver talentos e competências, preparar profissionais para as inovações do mercado e potencializar carreiras.

Instalada em Joinville (SC), faz parte da UniSociesc – instituição de ensino superior que integra a Ânima Educação, um dos maiores ecossistemas educacionais do país – e oferece aos alunos a infraestrutura do melhor centro universitário do Brasil.

Com certificações reconhecidas pelo mercado de trabalho, a ETT mantém parcerias com empresas locais para aumentar as oportunidades de estágio. No portfólio de cursos, oferta opções em diferentes áreas do conhecimento.

Considerada uma referência no ensino técnico nacional, a Escola Técnica Tupy tem estrutura moderna e bem equipada para práticas laboratoriais, ambientes maker inovadores e processos educacionais que unem teoria e prática, estimulando o exercício da liderança e o desenvolvimento de habilidades técnicas e de soft skills necessárias ao excelente desempenho profissional.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp