02/04/2024 às 15h08min - Atualizada em 03/04/2024 às 00h00min

Dia Mundial da Conscientização do Autismo: como óleos essenciais podem ajudar no apoio de autistas

Desde a socialização até a melhora na alimentação, Carla Stael, especialista em Aromaterapia do aplicativo Olya, explica como os óleos essenciais podem auxiliar nos cuidados das pessoas diagnosticadas com autismo

Júlio Inácio
Pixabay
O dia 2 de abril foi a data definida pela ONU para celebrar o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, que tem o objetivo de promover conhecimento sobre o espectro autista, bem como sobre as necessidades e os direitos das pessoas autistas. A aromaterapia pode ser utilizada como uma terapia integrativa que auxilia tanto a pessoa com autismo quanto a sua família.
“Pessoas com o transtorno do espectro autista apresentam características diferentes e por isso existe uma classificação de acordo com o nível de suporte de que necessitam. Os óleos essenciais podem ajudar no apoio justamente porque oferecem uma solução muito mais personalizada, que vai atender às necessidades de cada pessoa”, recomenda Carla Stael, aromaterapeuta e especialista em óleos essenciais da Olya, aplicativo que fornece aos seus usuários orientações sobre saúde e bem-estar.
Embora os óleos essenciais possam colaborar no apoio de pessoas com o transtorno do espectro autista, a especialista destaca que é necessário tomar alguns cuidados ao utilizá-los.
“Primeiro é importante utilizar os óleos essenciais somente com a orientação e recomendação de um especialista. Também é importante não deixá-los ao alcance de crianças, pois alguns óleos têm um aroma muito agradável e a criança pode ingeri-los. Outro cuidado é com os óleos cítricos: ao aplicá-los, evite o contato com o sol, pois pode prejudicar a pele. Além disso, certifique-se da melhor maneira de utilizá-los. Tendo todos esses cuidados, os óleos essenciais são uma excelente forma de auxiliar tanto a pessoa com autismo quanto sua família”, comenta a especialista.
A seguir, confira quatro situações em que Carla Stael, especialista da Olya, recomenda o uso de óleos essenciais no apoio do autismo.
Problemas de sono
Muitas pessoas com autismo enfrentam problemas de sono. Nesses casos, Carla Stael recomenda óleos essenciais que tranquilizem a pessoa, como o óleo de lavanda, laranja doce, camomila e abeto, que são derivados de árvores como o pinheiro. Também recomenda uma mistura feita com esses óleos, com as devidas recomendações profissionais. “Com menos ansiedade e mais calma no dia a dia, a criança ou adulto com espectro autista também terá um sono de maior qualidade”, comenta Carla Stael.
Dificuldades na interação social
Uma das características presentes em pessoas com autismo é a dificuldade na interação social. Para esses casos, Carla Stael sugere óleos cítricos, como laranja e limão, além de bergamota e olíbano. Esses óleos possuem características que ajudam a lidar com sentimentos depressivos, como o medo. Entre eles, o óleo de laranja é especialmente popular entre as crianças, devido ao seu aroma agradável.
Ansiedade e irritação
Para casos de ansiedade e irritação, o ideal são óleos que tranquilizam, como o óleo de lavanda, patchouli, olíbano e vetiver, que ajudam na sensação de presença, aterramento, equilíbrio e estabilização do humor.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp