04/06/2021 às 16h07min - Atualizada em 04/06/2021 às 16h07min

Floripa avança para a coleta porta a porta em quatro frações

Da Redação
Adriana Baldissarelli/Divulgação Comcap/SMMA
A Secretaria Municipal do Meio Ambiente está pronta para fazer Florianópolis correr em direção às metas lixo zero. Em 2030, a cidade deverá recuperar 90% dos orgânicos e 60% dos recicláveis secos que hoje ainda vão para o aterro sanitário. Para acelerar o passo, informa o secretário Fábio Braga, nesta Semana do Meio Ambiente será implantada a nova coleta seletiva flex, adaptada para chegar mais perto e mais vezes até o usuário, atendendo 50 mil pessoas com coleta monomaterial de vidro e orgânico.

A partir de 8 de junho, terça-feira, o serviço de porta em porta em 103 condomínios residenciais do Itacorubi passa a incluir a coleta monomaterial de vidro e orgânicos.
 
Nestes domicílios, será feita coleta seletiva de plástico, papel e metal às segundas (19h), só de orgânicos às terças e sextas (8h) e só de vidros às quartas (8h). A coleta convencional de rejeito, por enquanto será mantida, aos domingos, terças e quintas (19h).

A estimativa é atender cerca de 7 mil unidades e 20 mil usuários imediatamente.

Essa fase inicial será estendida, na sequência, para nove bairros entre Bacia do Itacorubi e Centro, quando a coleta seletiva flex alcançará 17,5 mil unidades habitacionais, mais de 50 mil pessoas, no Itacorubi, Córrego Grande, João Paulo, Sacos dos Limões, Carvoeira, Agronômica, Pantanal, Trindade e Santa Mônica.

Nessa primeira fase, quando atingir os nove bairros, o potencial de coleta será de 40 toneladas de vidro e 250 toneladas de orgânicos por mês. A meta, então, será aumentar a reciclagem de vidro em 40% e dobrar a reciclagem de orgânicos. 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp