17/10/2020 às 20h21min - Atualizada em 17/10/2020 às 20h21min

Mesmo remendado, Figueirense segura empate contra o Brasil em Pelotas

Marcos Eduardo Carvalho
Carlos Insaurriaga/Brasil de Pelotas
Com 20 desfalques na delegação por conta do novo coronavírus, o Figueirense conseguiu segurar um empate por 0 a 0 com o Brasil de Pelotas neste sábado à noite, no estádio Bento de Freitas, em Pelotas, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Apesar do ponto conquistado, o time catarinense segue na zona de rebaixamento, em 17º lugar, com apenas 15 pontos. O time gaúcho está um pouco melhor, com 19, em 14º lugar.

Agora, o Figueira, que segue comandado interinamente por Rafael Rodrigues enquanto Elano se recupera da Covid-19, volta a jogar na quarta-feira, às 16h30, quando recebe o CRB no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

No começo do jogo, o time catarinense tentou pressionar e se impor, mesmo com todas as limitações. Mas o Brasil, jogando em casa, também começou a levar perigo, principalmente nos cruzamentos para a grande área.

O Figueirense teve uma boa chance aos 31min, com Alecsandro, mas ele chutou à esquerda do goleiro gaúcho. Mas o Brasil era melhor e, antes do intervalo, teve duas boas chances de abrir o placar.

No segundo tempo, os gaúchos foram mais incisivos nos primeiros minutos, buscando gol. Sem o mesmo ritmo, o Figueirense não conseguia levar perigo ao gol adversário. A bola não chegava nos pés de Alecsandro.

A partida era fraca tecnicamente. O Brasil, que também faz campanha irregular no campeonato, não conseguia pressionar. As melhores chances saíam de longe, já que tinha dificuldades em entrar tabelando na grande área.

Nos últimos dez minutos, o time casa conseguiu chegar com mais perigo. Para o Figueirense, restava tentar se defender. O time não conseguia mais contra-atacar. Aos 41min, Rafael Vinícius arriscou de fora da área e a bola ainda raspou na trave de Sidão, com muito perigo.

Mas o Figueira ainda assustou o adversário aos 43min, em um raro momento de ataque. Aos 43min, Guilherme cobrou escanteio fechado, acertou o travessão e quase marcou gol olímpico.

O que faltou de emoção durante o jogo todo, sobrou no final. Aos 45min, o Brasil chegou a fazer um gol, com Gabriel Poveda, mas a arbitragem marcou falta de ataque, acertadamente, mas que gerou muita reclamação do Brasil e causou até um princípio de confusão entre jogadores dos dois times.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp