30/05/2021 às 19h53min - Atualizada em 30/05/2021 às 19h53min

Chapecoense é atropelada em casa pelo Bragantino na estreia do Brasileirão

Marcos Eduardo Carvalho
Marcio Cunha/ACF
A Chapecoense perdeu em casa por 3 a 0 para o Red Bull Bragantino neste domingo (30), na Arena Condá, em Chapecó, pela abertura do Campeonato Brasileiro.

Em crise após perder o título catarinense e demitir o técnico Mozart, o Verdão do Oeste começa o Brasileirão com o pé esquerdo, no ano de seu retorno à elite.

O Braga, por sua vez, mostra força e começa bem, deixando a impressão de que pode brigar lá em cima.
Agora, os times voltam as atenções para o Copa do Brasil, onde no meio de semana terão compromissos pela terceira fase.

Na quarta-feira (2), a Chape recebe o ABC de Natal, a partir das 16h, na Arena Condá, pelo jogo de ida.
No mesmo dia, mas às 21h30, o time de Bragança Paulista visita o Fluminense, a partir das 21h30, no Maracanã, também pelo jogo de ida.

No Brasileirão, o time do técnico Maurício Barbiéri visita o Bahia no sábado (5), a partir das 21h, em Pituaçu.
Já o time comandado interinamente por Felipe Endres tem parada dura contra o Palmeiras no domingo (6), a partir das 18h15, no Allianz Parque.

O JOGO.

A Chapecoense teve muitas dificuldades no início do jogo para sair jogando. O Bragantino marcava forte no campo de ataque e não deixava o time da casa ir para o ataque nos primeiros minutos.

A primeira chance do time da casa foi aos 18min, com o atacante Perotti, que recebeu dentro da área e chutou fraco, fácil para o goleiro fazer a defesa.

A Chape até melhorou e ficou mais no campo de ataque, porém, quem abriu o placar foi o Bragantino.
Aos 32min, após cruzamento da direita, ninguém cortou e o atacante Ytalo empurrou para o fundo do gol, de carrinho, fazendo 1 a 0.

Não deu nem tempo de assimilar o gol sofrido e, dois minutos depois, o time de Bragança Paulista já ampliou com Lucas Evangelista, de cabeça, aproveitando cruzamento da direita: 2 a 0.

O primeiro tempo terminou com a vantagem parcial do time paulista.

No segundo tempo, a Chapecoense continuou mal. E, aos 5min, o zagueiro Fabrício Bruno quase fez o terceiro. De cabeça, obrigou o goleiro Tiepo a fazer defesa no reflexo, mandando para a linha de fundo.

Aos 22min, com Claudinho, o time paulista quase marcou o terceiro, mandando a bola no travessão.
Mas o terceiro gol estava maduro e, aos 28min, Helinho, em bela jogada individual, fez o terceiro gol.
Depois, o placar ficou inalterado até o final, com a Chapecoense sem chances de reação.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp