27/02/2024 às 14h52min - Atualizada em 28/02/2024 às 00h02min

Entenda as razões que levam 80% da população a enfrentar dores nas costas ao longo da vida

Organização Mundial da Saúde (OMS) evidencia os maus hábitos na adolescência, onde há uma interseção significativa com comportamentos prejudiciais ao nervo ciático

Ciço Santos
Freepik
 

A atual geração é marcada por uma intensa conexão digital, com os jovens imersos em ambientes virtuais por longos períodos. No entanto, esse estilo de vida não vem sem custos. A falta de atividade física e o hábito comum de carregar mochilas pesadas nas costas podem agravar ainda mais esse cenário, apresentando desafios significativos para a manutenção da saúde na juventude.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 80% das pessoas vão sofrer com dor nas costas em algum momento da vida. O ciático, o maior nervo do corpo humano, estende-se desde a região lombar até as pernas, sendo responsável pela conexão entre o sistema nervoso central e as extremidades inferiores. 

O aumento da inflamação do nervo ciático, conhecida como ciatalgia, também pode contribuir para o aumento das dores. Esta inflamação pode ser desencadeada por lesões, irritação muscular, estresse excessivo sobre o nervo ou até mesmo condições inflamatórias, como a artrite.

Conheça os principais causadores de dor no nervo ciático em jovens

Dores no nervo ciático são uma queixa comum entre pessoas de todas as idades, mas sua incidência entre os jovens está se tornando cada vez mais relevante. Neste contexto, é crucial examinar os principais fatores que contribuem para o seu acontecimento como:

1. Sedentarismo prolongado: O sedentarismo prolongado, caracterizado pela falta de atividade física regular, pode resultar em fraqueza muscular e rigidez na região lombar e nos músculos que cercam o nervo ciático. Isso pode levar à compressão do nervo e desencadear dores intensas.

2. Má postura: Uma postura inadequada durante as atividades diárias, como ficar sentado por longos períodos sem apoio lombar adequado ou dormir em posições que não alinham corretamente a coluna vertebral, pode colocar pressão adicional sobre o nervo ciático, desencadeando desconforto e dor.

3. Lesões por esforço repetitivo: A realização de movimentos repetitivos, como levantar objetos pesados de forma incorreta ou praticar esportes sem aquecimento adequado, pode resultar em lesões nos músculos e ligamentos ao redor do nervo ciático, causando inflamação e dor.

4. Obesidade: O excesso de peso aumenta a pressão sobre a coluna vertebral e os discos intervertebrais, o que pode comprimir o nervo ciático. Além disso, a obesidade está frequentemente associada a um estilo de vida sedentário e a má postura, agravando ainda mais o problema e aumentando o risco de dores no ciático em jovens.

Dicas para prevenção

Para evitar dores precoces no ciático entre os jovens, é fundamental incorporar hábitos saudáveis e atividades que promovam a saúde musculoesquelética. Introduzir pausas regulares a cada hora durante atividades sedentárias é uma prática importante. 

Levantar-se, esticar-se e movimentar-se podem aliviar a carga sobre o ciático. Além disso, a prática de exercícios de fortalecimento muscular, como alongamentos e ioga, até a utilização de esteira elétrica pode ser uma opção para garantir melhora dos problemas na região lombar, reduzindo assim o risco de dores e mantendo uma vida ativa e saudável. 



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp