23/02/2024 às 18h04min - Atualizada em 24/02/2024 às 00h01min

Educadores cariocas usam tecnologia para gerar acesso à cultura em sala de aula

Como a tecnologia pode ajudar o acesso à cultura?

Henri Barbosa
experimentecultura.com.br
Pulsar Cultura
Nos tempos atuais, muito se fala sobre ferramentas que usam de tecnologia para a ampliação do currículo escolar,  mas junto a muitas novidades, um grande desafio é lançado a professores do Brasil e do mundo: como introduzir tecnologia e uso de telas, sem que os alunos se dispersem do que de fato pode contribuir para a formação escolar?

Um projeto do Rio de Janeiro lançou um convite a centenas de professores cariocas, unindo tecnologia e o acesso à cultura para que temas de grande importância no currículo escolar possam estar presentes de maneira mais atrativa dentro de sala de aula, fortalecendo o elo entre tecnologia, cultura e educação. O Experimente Cultura oferece por meio de uma plataforma digital de fácil usabilidade, visitas interativas a museus nacionais e estrangeiros, onde os alunos é quem decidem por onde querem seguir dentro daquela experiência. E ainda, podem usar de ferramentas de Inteligência artificial para criarem suas próprias imagens com temas conexos aos museus e acervos visitados virtualmente. Após essa etapa, escolas selecionadas recebem a visita da equipe do projeto, que por meio de óculos de realidade virtual convida os alunos a realizarem uma visita imersiva aos museus e sentirem mais próximos desses espaços.

Os professores também são convidados a estrelarem sua criatividade nessa dinâmica e suas obras podem ser eleitas para estamparem o ônibus Experimente Cultura, que ao final do ano leva centenas de alunos de escolas públicas e instituições carentes, a museus cariocas.




Hermom Tangarife educador e diretor de tecnologia pedagógica no Solar Meninos de Luz  teve sua criação selecionada e conta como foi sua participação:

“A participação no novo formato do Experimente Cultura foi uma experiência transformadora para mim como educador. O experimente Cultura soube desafiar com sucesso o estigma do ensino online, redefinindo-o como uma plataforma interativa e atrativa para os alunos, enriquecendo sua conexão com a cultura por meio da tecnologia. Contribuir com essa mudança foi gratificante, pois quebrou preconceitos sobre o desgaste do ensino online e destacou a eficácia da tecnologia na promoção da compreensão cultural. A honra de ter meu trabalho reconhecido como a arte vencedora, que será estampada no Ônibus do Experimente Cultura e circulando pelos museus da cidade, é um testemunho do potencial transformador da educação. Soluções como esta, podem contribuir significativamente para ampliar o acesso à cultura nas escolas públicas do Rio de Janeiro, proporcionando aos alunos experiências educativas mais ricas e diversificadas.





O projeto Experimente Cultura levou em 2023 gratuitamente, mais de seis mil crianças, de 65 escolas do Rio de Janeiro, para visitar grandes museus do Rio e até do exterior neste ano. Utilizando realidade virtual e inteligência artificial em suas oficinas, a iniciativa deixou de 'somente' promover visitas presenciais a museus da cidade. Ao todo, foram mais de 28 mil alunos da rede pública carioca atendidos nos cinco anos de atuação e para 2024, a expectativa é bater o número de visitas e ampliar ainda mais o número de instituições parceiras – museus e escolas. A nova temporada começará em abril e as escolas e os docentes interessados em inscrever seus alunos, devem acessar o site do projeto experimentecultura.com.br.

Sempre pensando em inovações, a iniciativa passou também a trazer as instituições culturais até as escolas, inserindo mediações educativas alinhadas ao currículo escolar, dentro das salas de aula, com uso da realidade virtual. E para deixar a experiência ainda mais moderna, percursos temáticos serão criados pelo Experimente Cultura, de acordo com as trends do momento (assuntos em alta), como Cultura Antirracista, Artistas Brasileiros pelo Mundo, Educação climática e Agenda 2030. “Esse foi um aprendizado importante, que acabou potencializado com a pandemia, que parece tão distante, mas acabou de passar. Tivemos que nos reinventar e a tecnologia, principalmente com o uso da realidade virtual, colocou as crianças dentro de instituições do mundo todo. Vimos o quanto isso foi impactante, principalmente para os alunos da rede pública. Por todo o feedback que recebemos, e olhando para o mercado de educação, nosso valor está no conteúdo, no que conseguimos propor ao professor e agregar no seu programa”, finalizou Relata Renata Prado, curadora do projeto.

Realizado pela Pulsar Cultura, o Experimente Cultura tem patrocínio do GRUPO ASSIM e da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, através da Secretaria Municipal de Cultura e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp