14/02/2024 às 13h29min - Atualizada em 15/02/2024 às 00h01min

Niterra, detentora das marcas NGK e NTK, traz 3 passos para lidar com o efeito das enchentes nos veículos

Ações como avaliação de danos, cuidados ao ligar o veículo e higienização interna são de extrema importância para evitar mais problemas no carro

Anna Carla Jurazecki de Mattos
Por assessoria de imprensa
Divulgação

São Paulo, fevereiro de 2024 –  O período do verão no Brasil é caracterizado pelo calor intenso e pela ocorrência frequente de pancadas de chuva. Diante desse cenário de preocupação para muitos motoristas, a Niterra, multinacional japonesa detentora das marcas NGK e NTK e especializada em componentes para sistemas de ignição e sensores automotivos, oferece três dicas para quem se encontra diante das consequências das enchentes. 

1. Avaliação dos danos no veículo: após a inundação, é recomendável enviar o veículo imediatamente para uma oficina para avaliar os danos e verificar a possível entrada de água na parte interna do motor, incluindo os sistemas de admissão e escapamento, bem como para examinar se houve contaminação no óleo do motor e da transmissão.

2. Evite ligar o veículo: não se deve ligar o veículo após uma inundação, pois a água pode ter entrado no motor, resultando em danos sérios, como calço hidráulico e contaminação do óleo. Além disso, em casos de inundação severa, a parte eletrônica do carro pode ser afetada, e nessas situações, os custos de reparo costumam ser altos. Portanto, para não prejudicar mais os componentes que podem já estar danificados, não é recomendável ligar o carro nessas condições.

3. Higienização interna profissional: se a água entrou no veículo, é altamente recomendável buscar serviços de higienização interna profissional fornecidos por empresas especializadas. A água proveniente de enchentes pode conter vírus e bactérias, tornando necessário o uso de EPIs  (Equipamentos de P Proteção Individual) dos profissionais que lidam com os componentes afetados.  

“Deixar o veículo parado para posterior avaliação pode gerar uma série de problemas, como danos por oxidação em componentes mecânicos e eletroeletrônicos, proliferação de fungos e bactérias, odores desagradáveis no interior e manchas no estofamento e carpete”, explica Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da Niterra do Brasil. “Os motoristas devem sempre contar com reparadores profissionais para prestar assistência pós-enchente para não se colocar em situações de risco”.

Componentes para verificação 

Após passar por enchentes, certos componentes requerem cuidados especiais durante a manutenção. Por exemplo, as velas de ignição perdem seu isolamento elétrico quando expostas à água, potencialmente resultando em flash over e danos aos cabos e bobinas de ignição. O flash over pode agravar os danos elétricos, enquanto a entrada de água pode comprometer o funcionamento de sensores críticos como os de oxigênio, ABS e rotação, prejudicando o desempenho do veículo.

“Depois de realizar os procedimentos de limpeza e higienização, a checagem inicial que deve ser feita pelos mecânicos é a inspeção visual, passando para a medição de componentes e em seguida o teste funcional”, afirma Mori.

Em caso de peças danificadas, a Niterra fornece componentes de extrema tecnologia e qualidade no mercado de reposição, como cabos, bobinas e velas de ignição sob a marca NGK, além da linha de sensores, como de nível de combustível, temperatura, ABS, rotação, velocidade, TPS (posição de borboleta), MAP (pressão absoluta) e oxigênio sob a NTK. 

Sobre a Niterra

A multinacional NGK SPARK PLUG entrou em um processo de expansão e passou a se chamar Niterra Co., Ltd.. Fundada em 1936, em Nagoya, no Japão, (JAP) a maior fabricante e especialista mundial em velas de ignição, com forte presença em todos os continentes. No Brasil, a empresa atua há 64 anos, conta com cerca de 1.300 funcionários e possui uma fábrica com 625 mil m² em Mogi das Cruzes (SP). Em 2023, a companhia passou a se chamar oficialmente Niterra – a combinação das palavras latinas niteo e terra, que significam, respectivamente, “brilhar” e “planeta terra”. Trata-se de um marco na história do grupo o novo nome, que expressa o comprometimento em contribuir para uma sociedade mais ambientalmente sustentável e um planeta mais brilhante, bem como reflete tanto a jornada da empresa pela expansão contínua de seu portfólio de negócios quanto as transformações em curso na indústria automotiva, conforme o Plano de Gestão de Longo Prazo NGK SPARK PLUG 2030, que estabelece a direção da organização em cinco diferentes segmentos: Mobilidade; Medicina; Meio Ambiente & Energia; Comunicações; e Agronegócio. As marcas NGK (componentes automotivos) e NTK (sensores) foram mantidas para ambos os negócios. Para mais informações, acesse http://www.ngkntk.com.br/.

RPMA Comunicação

Anna Carla Jurazecki - (11) 94247-6804
Cassia Schittini - (11) 97732-0294


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp