08/02/2024 às 14h14min - Atualizada em 09/02/2024 às 00h01min

Médicos se reunirão para operar, gratuitamente, crianças com sério problema congênito

Parceria entre SBCM e SBOP atenderá 12 casos com técnica revolucionária, em ação que acontecerá de 21 a 24 de março, em São Paulo

Carolina Santaro Lantim
Freepik

Cirurgiões ortopedistas brasileiros, além de equipe de médicos estrangeiros, estarão em São Paulo entre 21 e 24 de março, para realizar, gratuitamente, 12 operações cirúrgicas em crianças de várias partes do Brasil que sofrem com pseudartrose congênita da tíbia, problema considerado um dos maiores desafios da ortopedia. A Jornada de Microcirurgia para Reconstrução Óssea nas Crianças, uma parceria entre a Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica (SBOP) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM), acontecerá na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. As crianças que serão beneficiadas foram selecionadas após triagem dos casos.

A pseudartrose congênita da tíbia é uma doença rara que envolve a estrutura óssea da tíbia próximo ao tornozelo e que leva à deformidade da perna logo quando a criança começa a dar os primeiros passos. Geralmente, em razão da fragilidade do osso, ocorre uma fratura antes dos 5 anos de idade, com dificuldade para se consolidar. A deficiência pode complicar a medida em que a criança for crescendo, inclusive, com muitos casos evoluindo com amputação da perna, justamente pela dificuldade da consolidação óssea.

 

Especialistas estrangeiros e técnica revolucionária

Entre os médicos que realizarão o procedimento cirúrgico está o ortopedista espanhol Francisco Soldado, precursor de técnica de transplante de periósteo vascularizado, que se mostrou promissor, evitando muitas amputações. O periósteo é a membrana externa de tecido conjuntivo denso que envolve todos os ossos do corpo humano, e tem por característica ser vascularizada, fibrosa e resistente. O especialista virá acompanhado de outros profissionais que auxiliarão na ação.

“A técnica desenvolvida pelo Dr. Soldado é revolucionária para reconstrução óssea, inclusive, foi na Santa Casa que fizemos a primeira cirurgia do mundo utilizando esse método para reconstrução do antebraço e de maxilar. Nos sentimos muito felizes em poder atender, utilizando essa técnica e junto a médicos que operam crianças em várias partes do mundo, os brasileirinhos que sofrem com esse problema, proporcionando-lhes qualidade de vida e um desenvolvimento saudável”, fala o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM), Antonio Carlos da Costa.

Francisco Soldado é chefe do Serviço de Ortopedia Pediátrica do Hospital HM Nens e do Vall d'Hebron, em Barcelona, além de criador da Fundacion Dr. Soldado, uma sociedade sem fins lucrativos que arrecada fundos para a execução e desenvolvimento de ações solidárias, para que meninos e meninas em condições vulneráveis possam ter acesso a serviços e programas de saúde de qualidade. “É uma satisfação imensa poder contar com a expertise e humanização do Dr. Soldado nessa soma de forças entre SBCM e SBOP, que transformará significativamente a vida dessas crianças”, conclui Costa.

 

Crédito da foto: Divulgação/Freepik

Legenda: Cirurgiões ortopedistas brasileiros, além de equipe de médicos estrangeiros, farão 12 operações cirúrgicas gratuitas em crianças que sofrem com pseudartrose congênita da tíbia, problema considerado um dos maiores desafios da ortopedia

 

Sobre a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão (SBCM)

A SBCM (Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão), fundada em 1959, congrega médicos especialistas em Cirurgia da Mão e Reconstrutiva do Membro Superior. A instituição promove a formação de profissionais, além de fornecer condições para atualização permanente, sob a forma de ensino, pesquisa, educação continuada, desenvolvimento cultural e defesa profissional.

Mais informações em http://www.cirurgiadamao.org.br/

Sobre a Sociedade de Ortopedia Pediátrica (SBOP)

A SBOP surgiu a partir de um Comitê em 1995, com o objetivo de favorecer a educação continuada dos ortopedistas e orientar a população em geral. Nesse sentido, são realizadas várias campanhas para prevenção do trauma (como a campanha de transporte seguro de crianças em automóveis uso adequado de mochilas e orientações), além de prevenção da violência contra crianças e adolescentes.

A SBOP congrega profissionais que buscam o atendimento cada vez mais qualificado e integral, atuando de forma preventiva por meio de políticas de proteção e promoção da saúde aos pequenos e jovens brasileiros.

 Mais informações no site https://www.sbop.org.br/.

Assessoria de Imprensa da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão (SBCM)

Predicado Comunicação

Carolina Santaro – [email protected] (11) 94470-6660

Vanessa de Oliveira - [email protected] (11) 97529-0140 WhatsApp

Carolina Fagnani - [email protected] (11) 99144-5585 WhatsApp


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp