08/02/2024 às 08h38min - Atualizada em 09/02/2024 às 00h01min

Mercado de seguro em ascensão gera oportunidade para a profissão de corretor de seguros em 2024

Somente 1 em cada 10 brasileiros possui qualquer tipo de seguro e, mesmo assim, setor cresce exponencialmente, gerando oportunidade para atuação do corretor de seguros

Mariana Teixeira Okita
Freepik

O crescimento do mercado de seguros tem sido exponencial na última década. Até dezembro de 2023, as seguradoras arrecadaram R$ 663 bilhões (valores pagos pelos clientes para ter o risco garantido) – mais de R$ 60 bilhões acima do arrecadado em 2022. Para este ano os especialistas do mercado segurador já apontam crescimento, a busca por outros ramos, além do seguro de pessoas e investimentos em melhorias e inovações. “Entre as procuras estarão os seguros voltados aos pequenos e microempreendedores, redução da judicialização e combate a fraudes em saúde suplementar, fortalecimento da indústria de seguros e a busca por seguros que ainda têm muito mercado de expansão e oportunidades de negócios: como o seguro residencial, contratado por apenas 17% dos lares no país e o seguro automóvel – que, atualmente, protege apenas 30% da frota brasileira”, aponta Luiz Longobardi Junior diretor de Mercado, Comercial e Marketing da Lojacorr, maior rede de corretoras de seguros do país. 

Em 2024, além do destaque desses produtos, apesar da digitalização do mercado e as facilidades do autosserviço ganhando espaço, o papel do corretor de seguros ainda continuará no centro da negociação, sendo o ponto de confiança do segurado. “Por isso essa profissão seguirá em alta, porque apesar do uso de mais tecnologias, a intermediação humana, o atendimento diferenciado, cuidadoso, completo e personalizado, somente o corretor pode entregar”, defende o diretor. Ainda de acordo com ele, é uma profissão democrática, com espaço para todos. “Não há concorrência, porque hoje o mercado de seguros não alcançou nem metade da população. Há muito mais clientes do que profissionais do setor. E o corretor entrega diferenciais que dependem de cada um para conquista de sua carteira de clientes. Na Lojacorr, nós prezamos pela troca de conhecimento e trabalho em conjunto. Temos em nosso modelo o “negócio compartilhado”, onde um corretor de um estado que tem expertise em determinado produto, pode apoiar outro na venda em estado diferentes e, assim, ambos se desenvolvem e ganham, aumentando o mix de carteira, atendendo com qualidade e excelência. Isso é, de fato, compartilhar também suas experiências é ainda um diferencial de mercado e não concorrência”, aponta. 

Segundo dados apresentados em 2023 pela seguradora Prudential por meio da Faculdade Getúlio Vargas (FGV), nove em cada dez brasileiros não têm seguro. Ou seja, mais de 176 milhões de brasileiros não estão cobertos por qualquer tipo de proteção. E mesmo com essa falta de segurados, o mercado segue em crescimento e representa 4% do PIB. Além disso, a pesquisa aponta ainda que desse total de brasileiros sem seguro, 37 milhões fazem parte de classes com mais renda, como A, B e C. Ou seja, uma população com poder aquisitivo maior, mas que não contratam o seguro por outros motivos. “São pessoas que às vezes desconhecem os seguros possíveis ou ainda não entendem que trata-se de um investimento que traz segurança e tranquilidade. Ou até mesmo que não teve contato com um corretor de seguros que possa dar a ele um direcionamento em meio a tantas possibilidades”, explica Longobardi Junior. 

 

Oportunidade para corretores

Baseado em um mercado em crescente expansão, mas ainda com 90% da população sem seguro, a realidade atual do país gera oportunidade para atuação do corretor de seguros. Dados, de modo geral, mostram que apesar do país estar registrando mais corretores, ainda há regiões mais desamparadas. “Há uma oportunidade de mercado enorme para a atuação de futuros e atuais corretores”, fala o diretor da Lojacorr. 

Pensando em proteger os brasileiros mais e melhor, a Lojacorr lançou nesta semana, um guia gratuito para o profissional que quiser se tornar um corretor de seguros. “Desenhamos uma trilha com todos os passos, os números mais importantes de cada etapa e as principais perguntas que podem surgir. Nosso objetivo é ajudar os interessados a passar por toda essa trilha e se tornar um corretor de seguros bem-sucedido. Mais do que aprender o passo a passo, a trilha também mostrará que o corretor é e deve ser empoderado para construir sua carteira e uma profissão que lhe renderá não só a satisfação financeira, mas a pessoal”, aponta Longobardi Junior. 

A trilha inclui orientações sobre a regulamentação da Susep, sobre o exame de habilitação, curso de formação em corretores de seguros, certificações, análise dos ramos, registro profissional, abertura de CNPJ, fazer gestão da carteira de clientes e como se destacar nas vendas. Com o curso, gratuito, a proposta é que pessoas que tenham necessidade de mudança de carreira ou ainda que busquem mais qualificação, enxerguem a profissão do corretor como uma oportunidade que vai seguir em alta este ano”, finaliza o diretor. 

 

Serviço

Curso gratuito - Trilha de Resultados: https://bit.ly/trilhaderesultados 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp