08/02/2024 às 14h51min - Atualizada em 09/02/2024 às 00h01min

Dicas de ouro para reduzir o prazo de entrega de produtos importados

*Por Fábio Baracat, CEO da Sinerlog

NB Press
NB Press

No cenário atual do comércio eletrônico, a importação de produtos tornou-se prática comum, proporcionando aos consumidores brasileiros acesso a uma variedade de itens que muitas vezes não estão disponíveis localmente. No entanto, um desafio persistente é o prazo de entrega estendido para mercadorias que vêm de fora do país. Nesse sentido, a agilidade dos envios se estabeleceu como ponto-chave para o sucesso de qualquer negócio. Afinal, atrasos no recebimento podem não apenas afetar a imagem da marca perante os consumidores, mas também causar prejuízos financeiros significativos. 

 

Portanto, encontrar formas de encurtar o tempo de importação para o cliente certamente será um diferencial competitivo para o e-commerce ou marketplace. Segundo pesquisa realizada pela Conversion, agência de consultoria em SEO, a demora na entrega é o fator que mais influencia negativamente uma compra internacional. Dos 400 consumidores entrevistados pela organização, 50,25% consideram que o tempo de espera da mercadoria é o maior problema de sites estrangeiros. 

 

Muitos imprevistos podem acontecer em um envio internacional e afetar o prazo de entrega, desde uma falha logística a um desastre natural. Não dá para prever todos, mas é possível se proteger dos mais comuns.  

 

1 – Aposte em uma logística de ponta a ponta 

 

Esse formato abrange todas as etapas da importação de um produto, da saída do armazém até a chegada nas mãos do cliente final. Assim, todos os atores envolvidos no processo de importação ficam mais próximos, do começo ao fim da operação, interagindo de forma eficiente. Sendo assim, ao contar com uma empresa de tecnologia focada em cross-border que viabilize isso via sistema, é possível usufruir de muitos benefícios, como:  

 

  • Facilitação do diálogo e repasse de dados detalhados às autoridades aduaneiras; 
  • Visão completa e transparente da jornada global da remessa, do checkout à entrega; 
  • Trabalho com inteligência e análise de dados para uma melhor definição de rotas de entrega e proteção contra fraudes. 

 

2 – Promova a adequação ao Remessa Conforme 

 

O programa da Receita Federal oferece benefícios que simplificam o processo de exportação para o Brasil às empresas que cumprirem voluntariamente os critérios definidos na Instrução Normativa 2146/2023. Em troca da conformidade, as remessas das organizações cadastradas passam por um canal de fiscalização exclusivo com desembaraço rápido e vantagens como: nacionalização antecipada das mercadorias; isenção do imposto federal para remessas de até US$ 50; entrega mais rápida ao cliente final; e divulgação da empresa no site da Receita Federal. 

 

*Fábio Baracat é CEO da Sinerlog, empresa especializada em soluções para o mercado cross-border, criadora da plataforma Cross Commerce as a Service (C²aaS).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp