25/11/2023 às 00h00min - Atualizada em 25/11/2023 às 00h00min

Polícia Civil apresenta exposição de retratos estilizados de mulheres vítimas de feminicídio no Centro Administrativo em Florianópolis

Richard Casas/GVG
A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Coordenadoria das Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) inaugurou quinta-feira, 23, no Centro do Centro Administrativo do Governo do Estado, a exposição itinerante As Cores de Cada Vida. A abertura da mostra contou a presença da vice-governadora, delegada Marilisa Bohem, do delegado-geral adjunto, Nilson Luis de Oliveira Cézar e da coordenadora das DPCAMIs, delegada Patrícia Zimmermann, da primeira-dama de Florianópolis, Beatriz Wolff Harger Silveira, da secretária-geral de Governo Danieli Porporatti, entre outras autoridades e convidados.

A exposição, que está no hall do Centro Administrativo até o dia 3 de dezembro, é composta por telas com retratos estilizados de mulheres vítimas de feminicídio e de tentativa de feminicídio ocorridos nos municípios de Tubarão, Criciúma, Araranguá, Braço do Norte, Içara e Laguna nos anos de 2012 a 2021. 

Para a vice-governadora, que também é delegada aposentada e tem larga experiência no combate à violência doméstica, a mostra promove uma reflexão sobre o tema. “As pessoas da comunidade vão ver, por meio dessa arte, quantas mulheres perderam a vida tentando resgatar os seus relacionamentos”, destacou. A vice-governadora também parabenizou todos os policiais civis que se engajaram para viabilizar a mostra As Cores de Cada Vida e a instituição Polícia Civil. “Eu e o governador Jorginho estamos muito felizes com o trabalho que a PCSC vem desenvolvendo. Precisamos combater todas as formas de violência”, assinalou.

O delegado-geral adjunto, Nilson Luis de Oliveira Cézar, assinalou que a exposição é mais uma ação da PCSC em defesa das mulheres. Coordenadora das DPCAMIs, a delegada Patrícia Zimmermann, reforçou que a Polícia Civil está mobilizada no combate à violência e na proteção às mulheres. “Atuamos tanto na responsabilização criminal, como na prevenção com ações que buscam conscientizar a mulher dos seus direitos e das possibilidades de retomar a sua vida”, assinalou.

Os quadros que estão expostas foram criados por artistas catarinenses que, com grande sensibilidade produziram telas que homenageiam as vítimas, mas também reforçam a importância do debate, do enfrentamento e da prevenção da violência contra mulher.

Os artistas que integram a mostra As Cores de Cada Vida são Abraão Scotti; Albertina Prates; Ana Mendes Simões; Carlos André Oliveira; Dudu Rodrigues; Eliza Mackay; Juliano Ferreira; Lica Comin; Luis Fernando Siqueira; Nadya Becker; Rayssa Beatriz Bussolo; Simoni Coelho e Sonia Alves.

PC Por Elas

Iniciativa do programa “PC por elas” da Polícia Civil de Santa Catarina, a As Cores de Cada Vida conta com o apoio do Observatório da Violência contra a Mulher (OVM/SC), entre outras entidades públicas e privadas. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp