25/10/2023 às 14h37min - Atualizada em 26/10/2023 às 00h00min

Garoto autista brasileiro de 8 anos recebe reconhecimento de Institutos Aeroespaciais

Miguel Rosa dos Santos possui altas habilidades e entrou como inscrito para a sociedade de alto QI IIS

Fabiano de Abreu
© Divulgação / MF Press Global
Miguel Rosa dos Santos, um garoto prodígio de apenas 8 anos e morador de Mirante do Paranapanema, interior de São Paulo, está conquistando o reconhecimento de institutos aeroespaciais por suas incríveis habilidades em ciências espaciais e robótica. Com um interesse incomum por asteroides e uma paixão pela física quântica, Miguel está provando que o céu não é o limite quando se trata de seus sonhos e realizações.

Desde a infância, Miguel mostrou talento e curiosidade excepcionais. Aos 10 meses de idade, ele deu seus primeiros passos, e com apenas um ano e meio, já conversava com um vocabulário surpreendentemente amplo. Sua mãe, Josiane Luzia Mendonça dos Santos, compartilha a jornada de criar Miguel, que também tem um diagnóstico de autismo no nível 1 com altas habilidades e TDAH. "Ser mãe de um filho autista é viver em constante estado de alerta, como numa montanha russa," diz Josiane. "Apesar das limitações e dos desafios, estou aqui para apoiá-lo, vibrar com suas conquistas e entender o valor de seu sorriso e de um olhar compartilhado", completa. 

Miguel não apenas superou desafios, mas também desenvolveu um conjunto extraordinário de habilidades. Ele é autodidata, com facilidade para memorizar e um pensamento crítico excepcional. Além disso, ele tem hiper foco em ciências espaciais e robótica, construindo diversos dispositivos movidos a energia solar e pilhas. 

As habilidades notáveis de Miguel chamaram a atenção de institutos aeroespaciais, que o reconheceram por localizar asteroides. Embora Miguel não tenha atingido a pontuação necessária para se tornar um membro pleno da Sociedade de Alto QI (IIS), ele foi acolhido como inscrito em reconhecimento às suas habilidades excepcionais em ciências espaciais e robótica. 

"Miguel não teve pontuação para ser membro, pois é exigido ter acima de 140 pontos. Mas ele entra como inscrito, que exige ter acima de 130 pontos. Alguns casos de pessoas acima de 125 pontos que tenham habilidades comprovadas, também avaliamos para que entrem como inscritos. Os inscritos são diferentes dos membros, mas não deixa de ser interessante fazer parte. O Miguel nos interessa bastante, pois pessoas com a mesma condição que a dele, se sentem bem estando entre pares. E está aumentando a procura de pessoas com filhos autistas ou autistas”, afirma Dr. Fabiano de Abreu Agrela, IIS International Director, membro de 9 sociedades de alto QI, entre elas a restritas Triplo Nine Society e ISI-Society, também as famosas Mensa e Intertel.

A Sociedade é uma organização que reconhece e apoia indivíduos com altas habilidades intelectuais, e o fato de Miguel ter sido aceito como inscrito é um testemunho de seu potencial e de suas conquistas até o momento. Este reconhecimento abre portas para um futuro brilhante e promissor em sua jornada em direção à exploração espacial e à pesquisa científica.

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp