19/10/2023 às 17h07min - Atualizada em 20/10/2023 às 00h00min

44% de brasileiros que querem emagrecer com remédios não tem indicação médica

Levantamento da MANUAL constatou o interesse de homens e mulheres do Brasil por medicações que prometem resposta rápida contra obesidade; estado de São Paulo foi o campeão em procura pelo tratamento

NB Press
NB Press
A obesidade é uma doença que tem crescido no Brasil, de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, 1 em cada 4 pessoas tem obesidade, o que representa um total de 41 milhões de indivíduos. Para lidar com o excesso de peso, muitos recorrem à medicação, mas nem sempre há indicação médica. De acordo com levantamento da MANUAL, startup britânica que atua no setor de saúde e trabalha com tratamentos para emagrecimento, em que são prescritos remédios como o Saxeda e o Ozempic, quando há recomendação dos médicos. 44% dos que se interessaram pelo tratamento foram rejeitados. Desde o lançamento, em maio deste ano, aproximadamente, 20 mil pessoas responderam ao questionário médico, 43% das buscas são do estado de São Paulo, sendo 20% da capital paulista. Dentre os motivos de rejeição, a principal causa é o IMC abaixo da recomendação médica para uso das medicações.
As cinco cidades do Brasil que mais buscaram o tratamento da MANUAL são: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba. Dentre os fatores que mais motivaram a busca pelo tratamento foram se sentir mais confiante com a aparência e melhorar a saúde física. O levantamento também observou que 55% dos interessados já tentam emagrecer há pelo menos cinco anos e que as principais dificuldades até então foram a falta de motivação e a vontade de comer alimentos como doces e frituras.
“Há uma alta procura por esses medicamentos, por questões estéticas. Só entre as pessoas interessadas nos tratamentos de emagrecimento da MANUAL, 71% querem estar mais seguras com a própria aparência. Nós, enquanto empresa de saúde e bem-estar, sabemos da nossa responsabilidade e por isso, só oferecemos acesso a esse tipo de medicação após a avaliação e prescrição de médicos endocrinologistas conectados à nossa plataforma”, afirma Rodrigo Brunetti, Country Manager da MANUAL no Brasil.
A MANUAL, que já atua com tratamentos para perda de peso há cerca de um ano no Reino Unido, lançou o Programa de Emagrecimento no Brasil voltado para um público específico, que possui indicação médica para uso das medicações: pessoas com o IMC acima de 30 ou pessoas com IMC acima de 27 que tenham condições especiais associadas ao sobrepeso e obesidade, como pressão alta.
 Tratamento  multidisciplinar
Uma das grandes apostas da empresa é oferecer um suporte nutricional diferenciado, que tira o destaque das dietas e tem abordagem comportamental. A proposta é criar novos hábitos e ajudar com os desafios do emagrecimento (escolhas alimentares em momentos de estresse, falta de motivação, conciliar estilo de vida saudável com lazer, entre outros) para ajudar com resultados duradouros.
Vale ressaltar, de acordo com o levantamento da MANUAL, que 74% dos interessados no tratamento que já tentaram perder peso por meio de dietas não alcançaram os resultados desejados. Nestes casos, uma abordagem focada em um tratamento multidisciplinar tem se mostrado muito benéfica para esses pacientes.
Para a PHD e nutricionista da Manual, Renata Araujo, é importante reforçar que o processo de emagrecimento requer um tratamento integrado. “A obesidade é uma doença multifatorial, em que fatores genéticos, metabólicos, sociais, psicológicos e ambientais estão envolvidos, nem sempre é preciso usar medicação, mas quando há a necessidade é preciso fazer uso de forma responsável por meio da prescrição médica”.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp