18/10/2023 às 14h07min - Atualizada em 19/10/2023 às 00h00min

Novembro azul: o mês de conscientização da saúde do homem

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil.

Adriane Galdino
Divulgação

O câncer de próstata se manifesta na glândula do sistema reprodutor masculino e, se diagnosticado precocemente, tem mais de 90% de chance de cura. Um dos maiores desafios no combate ao câncer de próstata é cultural: homens se cuidam menos e muitos têm preconceito em relação aos exames de rastreamento. Dentro desse cenário, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada 38 minutos no Brasil, um homem morre devido à neoplasia.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). A cada 41 homens, pelo menos 1 morrerá de câncer de próstata. Cerca de 75% dos casos atingem homens com 65 anos ou mais e a doença mata mais de 15,5 mil brasileiros todos os anos.

Para tentar mudar esse cenário, é realizada a campanha Novembro Azul todo ano, com o objetivo de conscientizar a população sobre a saúde do homem e os riscos de desenvolvimento de algumas doenças, em especial, o câncer de próstata. 

O urologista Carlos Chagas, explica que a próstata é uma glândula presente apenas no organismo masculino e se localiza na parte baixa do abdômen.

"É um órgão pequeno, posicionado à frente do reto, na parte final do intestino grosso. O câncer de próstata se manifesta na glândula do sistema reprodutor masculino e, se diagnosticado precocemente, tem mais de 90% de cura. A doença é silenciosa. Quando surgem os primeiros sintomas, a maioria dos tumores já está em fase avançada", afirma.

VEJA 5 SINAIS DO CÂNCER DE PRÓSTATA

- Dor óssea

- Dificuldade e dores ao urinar

- Presença de sangue na urina e/ou no sêmen

- Diminuição do jato de urina

- Vontade de urinar com frequência.

Não significa que se apresentar estes sintomas, o paciente é portador de um câncer de próstata, mas precisa ser investigado.

O Dr Carlos Chagas lembra que o objetivo da consulta não é evitar o câncer de próstata e sim diagnosticar na fase inicial, em que normalmente o paciente não sente nada e está assintomático.

Carlos Chagas conta que todo homem, sem história familiar de câncer de próstata, a partir dos 50 anos, deve ir regularmente ao urologista, conversar sobre os exames de análise da glândula prostática. 

Quem apresenta história familiar de câncer de próstata deve iniciar um pouco mais cedo as consultas, aos 45 anos.

"Fortalecer a imunidade, prevenir contra a obesidade, ter uma alimentação saudável e praticar exercícios regularmente ajudam a diminuir o risco de câncer de próstata. Evitar o consumo de álcool e o tabagismo também são recomendações que colaboram com a prevenção contra essa e outras doenças", afirma Chagas.

Sobre: Dr Carlos Chagas é membro do departamento de endourologia da Sociedade Brasileira de Urologia. Possui residência médica em Urologia em Vigo, Espanha. Detém o título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Urologia. É coordenador do Serviço de Urologia do Hospital Meridional - Serra/ES e coordenador do Serviço de Endourologia do Hospital Meridional - Serra/ES.


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp