16/10/2023 às 13h12min - Atualizada em 16/10/2023 às 16h02min

Eletronuclear inicia projeto de gestão do conhecimento com a Impakt para impulsionar eficiência operacional

Impulsionar eficiência operacional, segurança e inovação são algumas prioridades estratégicas do projeto

Impakt Consultoria
https://impaktconsult.com/
Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA), em Angra dos Reis, RJ (Divulgação Eletronuclear)
A Eletronuclear iniciou um projeto para estruturar e implementar um programa de gestão do conhecimento na empresa. Com o apoio da Impakt Consultoria, vencedora de licitação para o processo, será possível lidar com os desafios e as aspirações organizacionais por meio de diversas atividades até 2025.

A iniciativa tem o objetivo de garantir que os conhecimentos essenciais da Eletronuclear sejam gerenciados e disseminados, preservando o histórico de experiências e competências necessárias para manter a operação segura e contínua das usinas nucleares da companhia, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

“Por ser uma companhia brasileira única em seu setor, com instalações específicas, o conhecimento é uma ferramenta para a geração de resultados e de valor aos negócios e colabora para a segurança na geração de energia. Assim, esse programa visa garantir a evolução da gestão dos ativos de capital intelectual da empresa. Atuaremos no projeto completo, desde a estruturação até a implementação e o acompanhamento consultivo”, informa o sócio-diretor da Impakt Consultoria, Miguel Siano.

Além de incorporar e ampliar as ações já desenvolvidas pela organização, o programa também irá reconhecer boas práticas e implementar instrumentos de medição de qualidade. “Quanto mais capacitados forem os empregados, e quanto mais esse aprendizado for compartilhado de forma estruturada, mais segurança teremos em nossas atividades. Isso exige uma mudança de cultura que envolve a atuação em várias frentes, como a capacitação de lideranças e a construção de uma rede de multiplicadores internos”, pontua a chefe do Departamento de Educação Corporativa da Eletronuclear, Daniele Cordeiro.

Entre os fatores que demonstram a importância do projeto, pode-se destacar a dificuldade em encontrar profissionais prontos no mercado para o setor nuclear, que requer muita especialização. Por conta disso, a companhia precisa desenvolver competências técnicas e comportamentais internamente.

“Uma parte significativa das competências profissionais dos trabalhadores da empresa é obtida no dia a dia, pois a maioria das contratações é feita por meio de concurso público. É preciso ir além da educação formal e incorporar a gestão do conhecimento como uma capacidade da organização”, complementa Daniele.

Pensando nisso, a equipe da Impakt Consultoria já fez, em julho, uma visita às instalações da Eletronuclear em Angra dos Reis para conhecer de perto o trabalho da operação das usinas nucleares e as práticas existentes de gestão do conhecimento.

No final de agosto, a Eletronuclear lançou uma pesquisa on-line voltada a todos os empregados para compreender o cenário atual da companhia. A ação foi complementada por entrevistas. Nas próximas etapas, serão definidos os conhecimentos críticos, as diretrizes e os indicadores estratégicos. Posteriormente, será elaborada uma política de gestão do conhecimento.

 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp