11/10/2023 às 12h14min - Atualizada em 13/10/2023 às 00h00min

Dor Crônica e Oncológica em evidência no mês de Outubro

Andrea Rosa Simoes
VS Press Comunicação
imagem divulgação TIDOR

Em  Outubro, duas datas chamam a atenção na conscientização de questões importantes nos cuidados com a saúde. Dia 17, se comemora o Dia Mundial do Combate a Dor e, ao longo do mês, acontece o Outubro Rosa, um alerta na prevenção do câncer de mama. 

O que se tem como elo nestas mobilizações é a dor. Quando  crônica, já atinge mais de um quarto da população adulta mundial, além de afetar crianças, adolescente e idosos, sendo um problema de saúde pública, ao limitar o indivíduo em suas atividades profissionais e pessoais. O diagnóstico e tratamento são essenciais para proporcionar ao paciente qualidade de vida. 

No caso da Dor Oncológica, associada ao Câncer de Mama, o contexto é ainda mais delicado, por envolver – na maioria dos casos – um acompanhamento pós-cirúrgico, depois da retirada do tumor. E, com as mulheres, além da dor física, há fatores emocionais relevantes, por afetar diretamente a autoestima feminina e sua sexualidade.

“Nestes casos é preciso um olhar mais amplo, também para as sequelas emocionais, que afetam a mulher nesta jornada, pois a dor oncológica é diferente de todas as outras, por ser biopsicossocial”, alerta Dr. Augusto Barsella, médico anestesiologista, especialista em dor e diretor da Clínica TIDOR, de São Bernardo do Campo.

Em geral, a mastectomia é a cirurgia que exige mais cuidados, pois pode induzir a um quadro de dor neuropática, pela própria extensão das incisões para retirada da mama. Em alguns pacientes estas dores podem surgir, mesmo após alguns meses do procedimento. Quimioterapia e Radioterapia também podem ter resultados dolorosos, durante a após o tratamento.  

“Deve-se avaliar caso a caso para definir a melhor conduta, com práticas integrativas e equipe multiprofissional, com tratamentos que podem incluir infiltrações, drenagem linfática, fisioterapia e orientação psicológica e nutricional, além dos fármacos”, detalha o especialista. 

Sobre  TIDOR 

TIDOR (Tratamento Integrado da Dor) é um espaço especializado no tratamento de dores - agudas e crônicas - localizado em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista.  Dirigida por dois especialistas na área, Dra. Márcia Morete e Dr. Augusto Barsella, a clínica trabalha com uma abordagem multidisciplinar, integrativa e diferenciada, com cuidados personalizados para recuperação e bem-estar dos pacientes. Acolhimento, alívio da dor e resgate à qualidade de vida são os pilares do atendimento.

 


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp