09/10/2023 às 12h05min - Atualizada em 10/10/2023 às 00h01min

Saúde da criança: ainda subutilizada, a Caderneta da Criança é uma importante aliada no acompanhamento da saúde de meninos e meninas

É direito de todo cidadão brasileiro receber a caderneta ao nascer; o instrumento é estruturado para monitorar o crescimento e desenvolvimento infantil

Unisa
Unisa
Divulgação
A Caderneta da Criança é um documento nacional para acompanhar as informações de saúde da criança. No entanto, ela é hoje muitas vezes subutilizada apenas como meio de anotar e agendar as próximas vacinas. Essa tem sido uma das principais recorrências na pediatria do Hospital-Escola Wladimir Arruda (HEWA), da Universidade Santo Amaro (Unisa) – uma das principais faculdades médicas do país.

De acordo com Teresa Navarro, médica pediatra e professora titular da Universidade Santo Amaro (Unisa), no atendimento à comunidade, médicos e residentes do curso de Medicina se deparam com a falta de informações nas cadernetas de meninos e meninas, exceto na parte destinadas às vacinas. “A Caderneta da Criança é uma importante ferramenta de saúde para o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança, mas é preciso utilizá-la de forma adequada. Além disso, a caderneta é também uma fonte confiável de informações para pais sobre a saúde dos filhos”, pontua Teresa.

Ainda segundo a médica, é imprescindível o preenchimento da caderneta pelo profissional da saúde. O documento dispõe de campos para o registro de informações sobre a vigilância e evolução no desenvolvimento neuropsicomotor, afetivo e cognitivo e anotações e gráficos sobre o crescimento da criança. “Como trata-se de um instrumento nacional independentemente da localização geográfica da criança, ainda que mude de endereço ou localidade, em uma próxima consulta o médico poderá avaliar o seu histórico de saúde”, ressalta a pediatra.

A Unisa entende a importância da caderneta no acompanhamento da saúde das crianças. Por isso, os estudantes do curso de Medicina têm uma aula dedicada especificamente à Caderneta da Criança. Nesta aula, os alunos apreendem como preenchê-la de forma correta, analisar as informações dos pacientes e a orientar os pais de como devem utilizá-la.

O Brasil é um dos poucos países a instituírem essa ferramenta para a saúde da criança. A Caderneta da Criança no modelo atual está em sua 3ª versão e disponível em todo território nacional. A nova versão traz conteúdo para auxiliar na identificação de possível Transtorno do Espectro Autista, orientações sobre sinais de albinismo, e sugestões de dinâmicas essenciais que contribuem para a integração entre pais e filhos.

Teresa Navarro é médica pediatra e professora titular da Universidade Santo Amaro (Unisa). Graduada em Medicina pela Universidade Santo Amaro (Unisa), possui mestrado em Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). É ainda doutora em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Pediatria pela UNIFESP. A doutora também acumula experiência em Pediatria e Nutrologia.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp