09/10/2023 às 14h22min - Atualizada em 09/10/2023 às 20h00min

Nova pesquisa da Alteryx: 73% dos entrevistados no Brasil acreditam que o futuro da tomada de decisões será uma combinação de humano e máquina

96% dos entrevistados indicaram que podem imaginar um futuro em que todas as decisões na sua organização sejam automatizadas

Alteryx
www.alteryx.com.
Freepik
São Paulo, Brasil — Alteryx, Inc. (NYSE: AYX), companhia de automação analítica, divulgou os resultados de uma nova pesquisa independente revelando que as empresas em todo o Brasil estão lutando para tomar decisões oportunas e baseadas em insights devido à 'fadiga de decisão' ou (‘paralisia de análise').
Embora a confiança e a precisão tenham sido citadas como desempenhando um papel excepcionalmente importante na tomada de decisões, o novo estudo destacou múltiplas práticas que impedem a inteligência de decisão precisa e oportuna necessária para prosperar à medida que as empresas navegam por uma economia em mudança, e muitas estão lutando para fornecer insights baseados em dados para melhorar a tomada de decisões em todos os níveis de uma organização.
As culturas de gestão de dados estão atrasando a inteligência exigida pelos decisores, apesar de reconhecerem que as pessoas tomam melhores decisões quando os dados estão disponíveis.
 
O ritmo atual da tomada de decisões está atrasando as empresas
 
A pesquisa da Alteryx revela que vários problemas relacionados à autoridade e propriedade, identificação de problemas, acesso às ferramentas analíticas corretas, locais de armazenamento de dados e longa cadeia de comando estão bloqueando a busca pela melhoria da qualidade geral da tomada de decisões. Os principais desafios enfrentados pelos tomadores de decisão no Brasil são o excesso de decisões (28%), a dificuldade de identificar os problemas ou oportunidades iniciais (20%) e a falta de acesso generalizado a ferramentas analíticas (18%).
 
O tempo que leva para tomar uma decisão também é uma questão predominante. Um pequeno número de empresas toma decisões táticas em horas (3%), enquanto outras levam duas semanas (6%). A maioria (21%) leva sete dias. As decisões estratégicas mostraram discrepâncias semelhantes, com a maioria (49%) demorando até quatro semanas, as mais lentas demorando até dois meses e as mais rápidas demorando pouco mais de uma semana. E mesmo decisões operacionais rápidas mostram muita variação entre apenas algumas horas (38%) e mais de quatro dias (8%). À medida que as empresas necessitam de capacidade para reagir e adaptar-se mais rapidamente do que nunca, a lentidão na tomada de decisões está dificultando a capacidade de resposta ou de construção de resiliência contra qualquer crise.
 
“Embora muitos líderes empresariais em todo o Brasil reconheçam que os dados desempenham um papel crucial na tomada de decisões informadas, permanece uma lacuna significativa entre aqueles que colhem os benefícios da análise de dados e as organizações que estão no início de sua jornada analítica”, disse Marta Clark, diretora-gerente LATAM na Alteryx. “Diante de uma barragem constante de ventos contrários macroeconômicos, nossa pesquisa recente sublinha a necessidade de os líderes empresariais em todo o Brasil desbloquearem o potencial de negócios dos dados e capacitarem cada tomador de decisão com análises acessíveis para fornecer a inteligência de decisão baseada em dados em tempo real necessária para impulsionar eficiências, otimizar as experiências dos clientes e gerar crescimento.”
 
Cultura de controle de acesso a dados que prejudica os negócios
 
Apesar de reconhecer que a colaboração, a produtividade e a velocidade de tomada de decisões poderiam ser melhoradas se mais funcionários tivessem acesso a ferramentas de dados e análises, a pesquisa da Alteryx revela que existe uma cultura de controle de acesso a dados (gatekeeping) analítico nas organizações brasileiras.
Embora 88% dos líderes empresariais concordem que o acesso aos dados melhora a sua própria tomada de decisões --- e a maioria indicou que tecnologias avançadas, como análise, inteligência de negócios e inteligência artificial, ajudam a tomar decisões mais rápidas ----, apenas 21% relataram usar tecnologia avançada de inteligência de decisão e ferramentas analíticas para automatizar processos atualmente e ajudar a tomar essas decisões.
As descobertas também revelaram culturas de controle de acesso a dados que afetam negativamente a capacidade dos entrevistados de fornecer insights. 65% não acham que os funcionários que tomam decisões para a organização deveriam ter acesso aos dados para a tomada de decisões, e quase um quarto (23%) dos entrevistados disseram acreditar que apenas a liderança sênior deveria ter acesso aos dados para a tomada de decisões. Entretanto, 42% acreditam que o acesso aos dados deve ser restrito a funcionários específicos com experiência em gestão e análise de dados, e nenhuma das organizações inquiridas concede atualmente a todos os seus funcionários acesso aos dados para a tomada de decisões.
 
“É essencial que os tomadores de decisão forneçam insights com rapidez e confiança”, disse Alan Jacobson, diretor de dados e análise da Alteryx. “Pontos isolados de acesso a dados e análises estão atualmente dificultando a capacidade de muitas organizações de obter clareza em um cenário de incerteza. Na Alteryx, acreditamos há muito tempo que os dados e a tomada de decisão analiticamente otimizada proporcionam uma inteligência melhor, mais rápida, mais eficiente e mais confiável – tudo isso liberando o potencial para capitalizar os insights necessários para projetar experiências melhores.”
 
O futuro da tomada de decisões é a automação, mas as máquinas não tomarão decisões sozinhas
 
No entanto, nem toda a esperança está perdida, pois a pesquisa da Alteryx mostra que as empresas no Brasil estão otimistas quanto a um futuro em que a automação e a análise preditiva serão cada vez mais utilizadas para apoiar a tomada de decisões e o crescimento dos negócios.
 
• 96% dos entrevistados indicaram que podem imaginar um futuro em que todas as decisões na sua organização sejam automatizadas. Em média, as organizações acreditam que a tomada de decisões será totalmente automatizada em mais de 10 anos, e muitas acreditam que demorará mais.
• Apenas 4% dos entrevistados disseram acreditar que o futuro da tomada de decisões será controlado por máquinas, o que significa que as máquinas analisarão, produzirão insights e tomarão decisões sem qualquer intervenção humana.
• 73% dos entrevistados acreditam que o futuro da tomada de decisões será uma combinação de humano e máquina.
 
Saiba mais e baixe a pesquisa aqui: alteryx.com/decisionintelligence.
 
Sobre a pesquisa:
A pesquisa foi conduzida por Coleman Parkes em março e abril de 2023 e teve como alvo 2.800 tomadores de decisão de negócios seniores, tomadores de decisão de TI, analistas de dados e líderes de linha de negócios sobre a tomada de decisões organizacionais em todo o mundo. A pesquisa abrangeu entrevistados da América do Norte, América Latina, Europa, Ásia e Japão. 150 entrevistados da Austrália participaram da pesquisa. Houve representação igual em quatro setores: serviços financeiros e bancário, retalho, indústria transformadora (incluindo cadeia de abastecimento) e tecnologia. 82% das organizações pesquisadas tinham mais de 1.000 funcionários e sua receita média foi de US$ 3,7 bilhões.
 
Sobre Alteryx
A Alteryx (NYSE: AYX) potencializa análises para todos com a premiada Alteryx Analytics Cloud Platform. Com o Alteryx, as empresas podem tomar decisões inteligentes em suas organizações com insights automatizados e orientados por IA. Mais de 8.300 clientes em todo o mundo confiam no Alteryx para democratizar a análise em todos os casos de uso e fornecer resultados de negócios de alto impacto. Para saber mais, visite www.alteryx.com.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp