03/10/2023 às 10h23min - Atualizada em 04/10/2023 às 00h01min

Outubro Rosa: seguro de vida é um aliado na luta contra o câncer de mama

Cobertura pode ser revertida em tratamento e em benefícios à família; em Minas Gerais são estimados 7.670 novos casos da doença

Interface Comunicação
Foto: Divulgação
O câncer de mama é, ainda, uma preocupação e um desafio mundial. No Brasil, a estimativa é que haja 74 mil novos casos da doença até 2025, ou seja, cerca de 66,54 a cada 100 mil mulheres. Somente em Minas Gerais, a previsão é de 7.650 novos casos até o final do ano. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (Inca). Em meio a esse cenário, Outubro Rosa – mês conhecido internacionalmente para a conscientização sobre a doença, é uma campanha importante para reduzir a incidência de casos e a mortalidade – uma vez que há grandes chances de cura quando detectado com antecedência.
 
O movimento, criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, nos Estados Unidos, é celebrado anualmente no Brasil.  Durante todo o mês de outubro, são realizadas ações, por meio de informativos, sobre os cuidados, a prevenção e acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento do câncer de mama.
 
De acordo com especialistas, as causas da doença são várias, como fatores genéticos, comportamentais (sobrepeso, bebida alcoólica, obesidade, inatividade física), ambientais (exposição frequente a radiações ionizantes, no caso raio-X), entre outros. Já o risco de se desenvolver câncer de mama é maior em mulheres a partir dos 50 anos. A recomendação médica para prevenir a doença é ter uma alimentação saudável, praticar atividade física, não consumir álcool e fazer exames regulares, como a mamografia.
 
Seguro de vida 
 
Nos casos de diagnósticos de câncer de mama, é importante fazer economias, haja vista que os custos com o tratamento da doença podem comprometer a renda familiar. Nesse caso, o seguro de vida é um grande aliado, de acordo com Carolina Ramos, diretora-superintendente da Unicred Central Multirregional. 
 
“Neste mês de conscientização sobre a prevenção da doença, é importante que as mulheres fiquem a par sobre a importância do seguro de vida, que é um recurso financeiro destinado não só para o tratamento, bem como para proteger os filhos e a família. Os valores gastos com a compra de medicamentos, despesas médicas e hospitalares são altos”, diz. 
 
De acordo com a executiva, o prazo para o pagamento da indenização às seguradas ou dos beneficiários é feito em até 30 dias, após a apresentação da documentação necessária. “O dinheiro pode ser usado para complementar o tratamento coberto pelo plano de saúde. Também pode ser destinado à contratação de enfermeira, melhorar a estrutura da casa e, até, às viagens”.
 
Carolina Ramos acrescenta que no sistema Unicred, cujo percentual de mulheres cooperadas é de 49,5%, o seguro de vida corresponde a 55% das contratações entre todos os seguros oferecidos pela cooperativa. “Desse universo de mulheres, 12% já possuem algum seguro de vida e garantem uma preocupação financeira aos seus beneficiários no caso de sua ausência”.
 
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp