03/10/2023 às 11h01min - Atualizada em 04/10/2023 às 00h01min

Outubro rosa: casos graves de câncer de mama aumentam 26% no país

Especialista alertam sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce

Aline Lourenço
Carol Porto
Outubro, mês de conscientização do câncer de mama. A enfermidade é a mais comum entre as mulheres, nela, ocorre um desenvolvimento anormal das células da mama, que multiplicam-se repetidamente até formarem um tumor maligno. De acordo com estudo da  Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) comprova aumento de cerca de 26% nos casos de câncer de mama nos estágios mais graves da doença. Um grande fator foi a pandemia que dificultou o acesso aos hospitais e clínicas para exames e tratamentos. 

O sintoma do câncer de mama mais comum e fácil de ser percebido pela mulher é um caroço no seio, acompanhado ou não de dor.  “Nem todo caroço é um câncer de mama, por isso é importante consultar um profissional de saúde. Além disso, Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente, além disso, toda mulher, entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos”, alerta a oncologista Graziella Pilló.

Também é necessário ficar atento aos fatores de risco. “Se uma pessoa da família – principalmente a mãe, irmã ou filha – teve essa doença antes dos 50 anos de idade, a mulher tem mais chances de ter um câncer de mama. Quem já teve câncer em uma das mamas ou câncer de ovário, em qualquer idade, também deve ficar atenta. As mulheres com maior risco de ter o câncer de mama devem tomar cuidados especiais, fazendo o exame clínico das mamas e a mamografia, uma vez por ano”, reforça a oncologista Mariana Cunha.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), O câncer de mama também ocupa a primeira posição em mortalidade por câncer entre as mulheres no Brasil, com taxa de mortalidade ajustada por idade, pela população mundial de 14,23/100 mil. “Por isso, é importante se cuidar, ter uma alimentação saudável e equilibrada (com frutas, legumes e verduras), praticar atividades físicas (qualquer atividade que movimente seu corpo) e não fumar. Essas são algumas dicas que podem ajudar na prevenção de várias doenças, inclusive do câncer_, completa Pillo.

Dessa forma, o acompanhamento médico é indispensável, principalmente, para o diagnóstico precoce. “Em alguns casos, a doença pode ser silenciosa, e por meio de exames de rotina, ela poderá ser diagnosticada e logo tratada. Além disso, preste atenção aos sinais que seu corpo dá, se toque, permita se conhecer e caso veja algo anormal, procure ajuda médica", finaliza Cunha. 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp