02/10/2023 às 12h41min - Atualizada em 02/10/2023 às 16h00min

Gartner anuncia cinco tecnologias que irão transformar o futuro digital das empresas

Os analistas preveem que satélites irão revolucionar a comunicação de pessoas e coisas; Tiny Ambient IoT detectará e rastreará qualquer coisa com baixo custo e sem baterias; computação segura possibilitará novos ecossistemas digitais; drones e robôs autônomos aprenderão enquanto automatizam tarefas; e humanos digitais redefinirão assistentes, robôs e serviços

Gartner
Gartner
O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, anuncia cinco tecnologias que irão transformarão o futuro digital das empresas: humanos digitais, comunicação via satélite, Tiny Ambient IoT, computação segura e robôs autônomos.
“Todas essas cinco tecnologias são potencialmente transformacionais e devem ser investigadas agora devido ao seu amplo escopo e capacidade de permitir novos modelos de negócios ou novas capacidades significativas”, diz Nick Jones, Distinguished VP Analyst do Gartner.
“A definição de disruptivo para cada pessoa é diferente, no entanto, avalie a partir da perspectiva única de cada empresa e do seu impacto potencial. Em seguida, considere novas oportunidades de negócios impulsionadas por tecnologias individuais, bem como combinações delas.”
            O Gartner analisa as cinco tecnologias que irão transformar o futuro digital das empresas da seguinte forma:

Humanos Digitais: Para o Gartner, os humanos digitais são representações interativas baseadas em Inteligência Artificial que imitam algumas características, personalidade, conhecimento e mentalidade de um ser humano. Eles variam de físicos (por exemplo, robôs humanóides), podem ser orientados por humanos para imitar aspectos das pessoas, ou até mesmo totalmente gerenciados por Inteligência Artificial (por exemplo, um Gêmeo Digital ou Chatbot). Apesar do seu potencial, os humanos digitais colocam muitos desafios, incluindo aplicações antiéticas; comportamento inapropriado; criação de preconceitos e estereótipos; falta de regulamentação; risco de reação social; atitudes culturais variadas; e mais. O Gartner recomenda avaliar potenciais questões sociais e regulatórias antes da adoção.

Comunicação por Satélite: O crescente interesse na comunicação por satélite em baixa órbita terrestre (LEO) está sendo impulsionado pela democratização e comercialização do espaço. A baixa latência o torna uma tecnologia importante para as empresas revolucionarem suas comunicações com pessoas e coisas. De acordo com o Gartner, satélites em baixa órbita terrestre fornecerão banda larga com cobertura global e latência suficientemente adequada para uma ampla gama de tarefas; conexão direta com pequenos dispositivos de Internet das Coisas (IoT) para fornecer cobertura global acessível sem envolver cartões SIMs, provedores de telecomunicações ou até mesmo sinal de roaming. Em breve, teremos novos serviços de voz e dados de satélite para smartphones 4G não-modificado para estender a cobertura a locais remotos. “A indústria ainda está em crescimento, com muita evolução esperada. Por isso, o Gartner recomenda a adoção de uma abordagem cautelosa para o uso de satélites desde o início, pois esta é uma tecnologia emergente em um mercado complexo”, afirma Jones.

Tiny Ambient IoT: A Tiny Ambient IoT permite etiquetar, rastrear e detectar qualquer coisa sem a complexidade ou o custo de dispositivos alimentados por bateria. O resultado é a capacidade de perceber discretamente mais informações, sobre mais coisas, de mais maneiras, a um custo menor do que no passado. Isto permitirá novos ecossistemas e modelos de negócios baseados no conhecimento da localização ou comportamento dos objetos; produtos mais inteligentes com novos comportamentos; e um custo muito menor de rastreamento e monitoramento. A Tiny Ambient IoT expandirá as oportunidades para uma ampla gama de empresas, mas o Gartner recomenda avaliar possíveis questões sociais e regulatórias antes da adoção.

Computação Segura: A computação segura está se tornando de vital importância à medida que as coisas se tornam mais conectadas e os ecossistemas acessam cada vez mais informações pessoais. Ela permite que os dados sejam explorados sem comprometer a privacidade. Embora muitos dos princípios da computação segura já estejam estabelecidos, a implementação é um desafio por razões de custo, competências, desempenho e disponibilidade. Para ajudar a superá-los, o Gartner sugere que tecnologias emergentes, como aceleradores ópticos, serão importantes para permitir a implantação.

Drones e Robôs Autônomos Adaptáveis: Os sistemas autônomos podem executar tarefas que exigem autonomia, aprendizado e senso de propósito pessoal. Sistemas que aprendem e se adaptam de forma autônoma serão essenciais se tecnologias como os robôs forem dimensionadas para atingirem o seu pleno potencial. No entanto, existem vários desafios, pois não é óbvio o que um robô ou sistema de Inteligência Artificial aprenderam ou o que podem (ou não podem) fazer. O Gartner recomenda testar o uso antes em ambientes complexos e com muitas mudanças, onde a adoção pode proporcionar agilidade e benefícios de desempenho. A implementação também deve levar em conta o gerenciamento de riscos e a análise das consequências comerciais, legais e éticas.
 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp