28/04/2021 às 16h27min - Atualizada em 29/04/2021 às 08h48min

Adoção responsável impede o crescimento do número de animais abandonados

Informar a sociedade sobre os maus-tratos permite despertar a consciência de que todos podem ajudar a mudar essa situação.

DINO
https://www.revistaecotour.news


Os altos números sobre o abandono de animais no Brasil representam uma grande falta de respeito com a vida destes seres tão inocentes. "São mais de 30 milhões de animais abandonados nas ruas ou abrigos, a maior parte deles são cães, esperando por um lar, de acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS)", salienta Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News & Negócios.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) existem 52,2 milhões de animais de estimação nos lares brasileiros. A grande maioria dos tutores de cães ou gatos atesta que conviver diariamente com seu animal tem impacto positivo em sua saúde mental. Eles são responsáveis por promover sensações de segurança e bem-estar, além de ajudar a lidar melhor com o estresse, a ansiedade e a depressão.

Os cães de rua vivem numa situação de vulnerabilidade. São expostos a diversos tipos de maus-tratos, correndo até risco de morte. "Os que vivem em abrigos, por sua vez, por mais que recebam cuidados, não têm o mesmo carinho e atenção oferecida por um tutor responsável", enfatiza Vininha F. Carvalho.

A pessoa que deseja adotar um animal deve se informar sobre todos os detalhes que envolvem esta convivência e, compreender se pode arcar com as obrigações de tempo, disponibilidade na rotina, gastos financeiros, etc. "Assim, é possível evitar as devoluções aos abrigos ou até mesmo o abandono do animal. Quem adota, garante ao animal a oportunidade de sobreviver e desfrutar de uma vida digna", reforça Vininha F. Carvalho.

Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal nº 9.605/98 de 12 de fevereiro de 1998. A Lei Federal nº 14.064/20, sancionada em 29 de setembro de 2020, aumentou a pena de detenção que era de até um ano para até cinco anos para quem cometer este crime.

Como maus- tratos entende-se: agressão física; deixar sem alimentos, água e abrigo seguro; manter acorrentado ou aprisionado em espaço muito pequeno; não oferecer cuidados básicos para garantir a saúde; omissão por não buscar atendimento veterinário em caso de doenças e abandonar os animais domésticos.

"A amizade com um animal de estimação é um exemplo perfeito de amor e lealdade. O amor incondicional proporciona muita alegria e, faz com que ao lado dele a pessoa esqueça os problemas cotidianos", conclui Vininha F. Carvalho.

Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp