24/04/2021 às 11h10min - Atualizada em 24/04/2021 às 11h10min

Escola Livre de Teatro reinicia atividades presenciais em Palhoça

Da Redação
Divulgação
As aulas da Escola Livre de Teatro, projeto da Prefeitura de Palhoça, por meio da Fundação Municipal de Esporte e Cultura (FMEC), recomeçaram em abril. Em 2021, a fundação registrou recorde de inscritos.


“Ficamos muito felizes com o retorno que tivemos dos palhocenses, que demonstraram grande interesse em participar das aulas. É missão do poder público oferecer cultura, e é uma felicidade imensa perceber o quanto a arte é importante na vida dos nossos cidadãos, especialmente neste momento de pandemia, em que precisamos respirar ares mais leves, diante de tanto esforço para combater a Covid-19”, argumenta o prefeito de Palhoça, Eduardo Freccia.


As aulas presenciais haviam começado em março, mas foram interrompidas em função do agravamento da pandemia na região. Com a redução registrada nos índices de contágio e a revisão das medidas restritivas, a Escola Livre pôde iniciar as atividades.


Como a comunidade se encantou com a proposta e a procura foi muito grande, a Prefeitura decidiu ampliar a oferta inicial de vagas, abrindo sete turmas de Teatro Básico, e outras quatro turmas oferecidas a instituições que realizam projetos sociais – atualmente, a instituição contemplada é a Associação Pró-Brejaru.

“Nesse meio-tempo, reestruturamos o curso, para dar conta da demanda inicial. Como muitas pessoas ficaram na lista de espera, abrimos outras cinco turmas”, relata o professor Takashi Severo, que é diretor de teatro e dirige um dos mais premiados grupos palhocenses, Os Bruxos da Corte. Takashi ministra as aulas ao lado do professor Ricardo Goulart.

Os professores explicam que se trata de um curso de teatro básico, onde são trabalhados os jogos teatrais e exercícios de improvisação, bem como exercícios de corpo e respiração voltados à preparação para essas atividades. São cursos gratuitos para adultos, adolescentes e crianças. “O curso é voltado para qualquer pessoa que tenha interesse no teatro, e não é necessário ter experiência na área. O teatro é importante como opção de divertimento e acesso à cultura, e também pode se transformar em uma ferramenta para trabalhar a desinibição, para desenvolver técnicas para falar em público e até para fins terapêuticos”, informa o presidente da FMEC, José Virgílio Júnior (Secco).

As aulas acontecem no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no Jardim Coqueiros, que fica no bairro Jardim Eldorado, seguindo os protocolos de segurança vigentes durante a pandemia de Covid-19: uso de máscara, higienização do espaço, distanciamento e vagas limitadas por turma. “Acreditamos que todas e todos estão precisando de esperança novamente. E a arte cumpre esse papel de renovação. Além disso, percebemos como a arte tem sido fundamental para nos entreter e fazer pensar nesses dias de pandemia. Assim, retornamos às aulas presenciais de teatro com todos os cuidados”, destaca Takashi.

Para as pessoas que buscam no teatro uma forma de se profissionalizar como artista, o curso também é uma oportunidade de iniciar sua jornada. Para o segundo semestre, quem quiser se aprofundar na arte teatral pode participar do curso de montagem teatral.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp