24/04/2021 às 00h00min - Atualizada em 24/04/2021 às 00h00min

​Cofem cobra manutenção de incentivos fiscais em Santa Catarina

Da Redação
Divulgação
O Cofem (Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina), quer a manutenção de incentivos fiscais, a não elevação de carga tributária, investimentos em infraestrutura e medidas para destravar o crédito, especialmente aos pequenos negócios.

Durante a semana, a entidade se reuniu com a governadora interina, Daniela Reinehr (sem partido), na sede da Fiesc, em Florianópolis, com transmissão por videoconferência para as demais entidades que compõem o COFEM, representadas pelos presidentes da FACISC, Sérgio Alves; da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt; da FAESC, José Zeferino Pedrozo; da FCDL-SC, Ivan Tauffer; da Fampesc, Rosi Dedekind, e pelo superintendente do Sebrae-SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca.

Outros assuntos debatidos na reunião foram: Bloco X, nota fiscal eletrônica, ampliação da duplicação da BR-470, alíquota do ICMS da gasolina, socorro ao setor de eventos, que está há 13 meses praticamente sem operar, aporte de recursos no Badesc e aprovação, pela Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), da MP 236, que concede benefício emergencial a empreendedores afetados pela pandemia.

A governadora interina disse que tem conversado bastante com o ministro Tarcísio de Freitas. “Tenho me empenhado porque a nossa infraestrutura tem que atender a nossa capacidade produtiva. É inadmissível que Santa Catarina não esteja no Plano Nacional de Logística. Me coloco à disposição para que a gente consiga fazer essa construção da nossa participação no PNL”,  afirmou.

O novo secretário da Fazenda, Rogério Macanhão, foi apresentado oficialmente aos empresários durante a reunião.“Não passa pela cabeça da gente o aumento de carga tributária. Não vamos trabalhar com essa hipótese”, disse Macanhão, acrescentando que não extinguirá os benefícios concedidos. “Se tiver alguma aresta para aparar, vamos conversar antes de tomar qualquer decisão. Esse é um compromisso”, concluiu.

Para a Governadora, o foco deve ser na recuperação econômica do estado. “Temos que ser ousados sim, temos que saber aproveitar as oportunidades e mostrar para o investidor e para quem produz, gera emprego e renda, que se pode confiar no estado e que ele é parceiro de quem produz. Acredito e entendo que essa proximidade tem que ser cada vez maior”, completou Daniela.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp