18/03/2021 às 22h58min - Atualizada em 18/03/2021 às 22h58min

Autoridades lamentam morte do senador paulista Major Olímpio

Pedro Rafael Vilela/Agência Brasil
Wilson Dias/Agência Brasil
Autoridades de diferentes Poderes da República manifestaram pesar pela morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), 58 anos, ocorrida nesta quinta-feira (18). Olimpio teve morte cerebral após pouco mais de duas semanas lutando contra a covid-19. Ele estava internado em São Paulo. A informação foi divulgada pela família do parlamentar na conta de Twitter dele.

Em nota oficial, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), lamentou a notícia, que classificou como "devastadora". Ele destacou a boa relação que tinha com o parlamentar paulista.

"Lamento a notícia devastadora sobre o falecimento, nesta tarde (18), do senador Major Olimpio, mais uma vítima da covid-19. Conheci Olímpio na Câmara dos Deputados, quando exercemos mandatos de deputados federais na legislatura passada. Entramos juntos no Senado Federal em 2019, ele de São Paulo e eu de Minas. Brincávamos nos corredores da Casa sobre a política do café-com-leite, momento da história do nosso país vivido em nossos estados. Pensávamos diferente em diversas situações, mas gostávamos e respeitávamos um ao outro. No dia de hoje perdemos todos. Perdemos um companheiro de trabalho, perdemos um trabalhador, perdemos um amigo. Perdemos mais um brasileiro", escreveu Pacheco.

Durante a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, disse que ligou para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e manifestou solidariedade à Casa pela morte de Major Olimpio.

“Foi um parlamentar combativo em relação aos valores morais, institucionais do estado de direito e da legalidade democrática”, afirmou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), também se manifestou. "É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento do senador Major Olimpio na tarde desta quinta-feira. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos."

O vice-presidente Hamilton Mourão usou as redes sociais para se manifestar sobre a morte. "Com pesar, solidarizo-me com a família e amigos do nosso Senador Major Olimpio, enviando-lhes minhas condolências. Força e fé."

Também pelo Executivo, alguns ministros se manifestaram, como o titular das Comunicações, Fábio Faria. "Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos do Senador Major Olimpio. Que Deus os conforte neste momento difícil."

Em nota, o ministro da Economia, Paulo Guedes, lamentou a notícia da morte cerebral do senador Major Olimpio. "Sincero, idealista e combativo, Major Olimpio teve uma relevante trajetória política, exercendo mandatos de deputado estadual em São Paulo, deputado federal e senador. O ministro se solidariza com a família e expressa seus sentimentos de amizade e gratidão pelas contribuições do senador ao avanço institucional do país." 

O ministro da Cidadania, João Roma, prestou solidariedade à família e aos amigos do senador. "Recebi com consternação a notícia do falecimento do senador Major Olimpio. Que Deus conforte a família e os amigos neste momento de dor e tristeza."

Titular da pasta da Infraestrutura, Tarcísio Freitas foi outro que se pronunciou pelas redes sociais para comentar a morte de Major Olimpio. "Lamento muito a morte do senador Major Olimpio, com o qual sempre mantive um convívio respeitoso. Que a sua família tenha força nesse momento difícil e que Deus o receba pela Sua infinita misericórdia", postou. 

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, também postou uma mensagem para comentar sobre a morte do senador. "Em que pese termos diversas discordâncias, não torço pela morte de ninguém. Que Deus conforte a família e amigos do Senador Major Olimpio neste difícil momento
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp