22/03/2023 às 15h31min - Atualizada em 23/03/2023 às 00h02min

Dislexia: condição que afeta 5% da população brasileira é diagnosticada já na fase de alfabetização e requer intervenção educacional

SALA DA NOTÍCIA Heloizi Parra
São Paulo, março de 2023 - Transtorno específico da aprendizagem de origem neurobiológica, caracterizada por dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente das palavras e pela baixa habilidade de decodificação, a dislexia atinge hoje cerca de 5% da população brasileira, ou seja, cerca de 10 milhões de pessoas têm dislexia e enfrentam dificuldades na leitura.

As dificuldades geralmente derivam de um déficit no componente fonológico da linguagem, muitas vezes surpreendente quando comparado a outras habilidades cognitivas do indivíduo e às suas oportunidades educacionais. “Consequências secundárias podem incluir dificuldades na compreensão de texto e pouca experiência de leitura, podendo impedir o desenvolvimento do vocabulário e do conhecimento geral”, avalia Julia Braga, psicóloga com mestrado em educação inclusiva e gestora de educação do Instituto ABCD, organização social com o propósito de promover e disseminar projetos que impactem positivamente a vida de pessoas com Dislexia.

O acesso ao diagnóstico é fundamental, pois quanto mais tardio maiores o impacto na aprendizagem e, com frequência, consequências emocionais. A avaliação geralmente é feita por equipe multidisciplinar, composta por psicólogo, fonoaudiólogo e médico (pediatra, neuropediatra, neurologista e/ou psiquiatra. A vantagem da equipe multidisciplinar é garantir uma avaliação integral, em que cada profissional contribui com entendimentos e olhares específicos de sua área de conhecimento. Para que a avaliação multidisciplinar funcione, é fundamental que a equipe se reúna e compartilhe os resultados das avaliações especializadas, chegando a uma conclusão representativa das áreas investigadas.

Nos adultos, a dislexia continua afetando a habilidade de ler e escrever corretamente do indivíduo. Sintomas comuns incluem erros ortográficos e dificuldades de leitura.

Mitos e Verdades sobre a Dislexia

Fato ou Mito? Sinais de dislexia só aparecem no período da alfabetização.
MITO: Sinais de dislexia podem aparecer antes do período de alfabetização. Alguns incluem: atraso para começar a falar, dificuldade para identificar rimas e dificuldade para nomear números e cores.

Fato ou Mito? A dislexia só é diagnosticada na infância.
MITO: A dislexia pode ser diagnosticada em qualquer idade. Inclusive, algumas pessoas só são diagnosticadas na vida adulta.

Fato ou Mito? A dislexia é causada pela falta de leitura.
MITO: Ter o hábito de ler em casa e na escola é muito importante para todas as crianças. Mas, a dislexia não é causada pela falta de leitura. A dislexia é um transtorno do neurodesenvolvimento de origem multifatorial.

Fato ou Mito? Crianças pequenas com sinais de dislexia que praticam a consciência fonológica têm menos dificuldades de leitura no futuro.
FATO: Pesquisas apontam que crianças com dislexia que praticam a consciência fonológica e a associação entre sons e letras apresentam menos problemas de leitura nos anos posteriores.

Fato ou Mito? Quando a criança aprende a ler ela deixa de ser disléxica.
MITO: A dislexia é uma condição crônica que persiste ao longo da vida. Mesmo já alfabetizada, a pessoa continua tendo dislexia.

Fato ou Mito? A dislexia é hereditária.
FATO: A dislexia é uma condição neurológica hereditária. Entre ⅓ e ½ das crianças com dislexia têm um parente disléxico. Às vezes este parente (geralmente pai ou mãe) nunca foi diagnosticado, mas é possível perceber a existência da dislexia através do histórico de dificuldades de leitura e ortografia.

Fato ou Mito? A dislexia é uma doença.
MITO: A dislexia não é uma doença, apesar de muitos neurologistas, geneticistas, psiquiatras, neurologistas e pediatras terem nos ajudado a compreender este transtorno. A dislexia é uma condição que necessita de intervenção educacional e, muitas vezes, terapias especializadas.

Fato ou Mito? Pessoas com dislexia podem ter sucesso na vida.
FATO: Com um diagnóstico apropriado, uma intervenção de alta qualidade, esforço e apoio emocional, pessoas com dislexia conseguem alcançar sucesso na escola, no trabalho e na vida. Existem muitas pessoas com dislexia que conquistaram grande sucesso profissional, como o ator Tom Cruise, o empresário britânico Richard Branson, o chef de cozinha Jamie Oliver e o diretor de cinema Steven Spielberg.

Fato ou Mito? Toda criança com dificuldade em leitura e escrita tem dislexia.
MITO: Nem toda dificuldade em leitura e escrita caracteriza uma dislexia. Na verdade, a dificuldade na leitura e escrita é bastante comum no Brasil. Dados da última Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) apontam que mais de 50% das crianças não alcançaram o nível desejado em leitura ao final do 3º ano do ensino fundamental. Como sabemos que a prevalência da dislexia é bem menor que isso, precisamos considerar que existem vários outros motivos pelos quais tantas crianças estão com      dificuldade para aprender a ler e escrever.

Fato ou Mito? A dislexia pode ser causada por múltiplos fatores.
FATO: Muitos autores atualmente defendem a ideia que múltiplos fatores podem funcionar juntos para causar dificuldades de leitura. O problema fonológico pode ser uma dificuldade primária, mas interage com outros fatores para aumentar ou reduzir a chance de dislexia. Este ponto de vista é chamado de modelo multifatorial das causas da dislexia.

Sobre o Instituto ABCD 
O Instituto ABCD é uma instituição sem fins lucrativos, que trabalha desde 2009 para melhorar e desenvolver a vida de pessoas com dislexia e outros transtornos de aprendizagem, com o objetivo de que todos tenham sucesso na escola, no trabalho e na vida

Acompanhe o Instituto ABCD 
Instagram: @iabcd 
Facebook: @InstitutoABCD 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp