11/03/2023 às 11h28min - Atualizada em 12/03/2023 às 00h00min

Glaw Nader traz perspectiva negra da obra de Baden Powell em álbum de estreia

“Tempo de Amor” reúne faixas com as principais parcerias musicais de Baden

SALA DA NOTÍCIA Daniel Corrêa
 

Em seu disco de estreia “Tempo de Amor”, a cantora e compositora Glaw Nader faz um resgate do repertório de Baden Powell, instrumentista e compositor negro imortalizado até então, principalmente, por vozes brancas. Glaw faz da sua arte um caminho para ressignificar a música afrobrasileira e trazer de volta o protagonismo para artistas negros relegados ao segundo plano e com este lançamento, a artista dá um grande passo em direção a isso. 

 

Ouça “Tempo de Amor”: https://tratore.ffm.to/tempodeamor 

 

“A inspiração musical e estética desse lançamento está intimamente ligada ao trabalho da minha carreira, que é o de reverenciar a música afrobrasileira, bem como os compositores negros e através da minha voz, reivindicar o lugar de protagonismo. A escolha pela obra de Baden Powell vem exatamente desse desejo de dar uma voz negra para suas composições, que foram consagradas em vozes brancas”, resume Glaw. 

 

O álbum “Tempo de amor” é o debut de Glaw Nader, com um repertório que coloca a negritude em primeiro plano - não só a de Baden Powell, como a da própria cantora. Nos arranjos, surge a presença marcante de  instrumentos de percussão e um violão modal que remete ao estilo tão característico do próprio homenageado. O disco é guiado pelo vocal potente de Glaw e uma banda formada por metais, percussão, violão, baixo, bateria e teclado. Os arranjos são do guitarrista Samy  Erick e incluem clássicos da MPB em suas 14 faixas.

 

Assista ao clipe “Samba em Prelúdio”: https://youtu.be/kazq1QOkATA

Assista ao clipe “Canto de Xangô”: https://youtu.be/ro--6XgKTQc 

Assista ao clipe “Cai Dentro”: https://youtu.be/sm00iLrVUFA 

 

A realização do projeto celebra, com novas cores, um repertório tão intimamente conhecido pela cantora, desde que estudava os afro-sambas para o Duo  Alma e Raiz, formado ao lado do violonista Wagner Raposo a partir de 2016. Agora, Glaw mergulha ainda mais profundamente na obra de um dos instrumentistas e compositores mais importantes da música brasileira, mas faz isso sob a perspectiva de uma intérprete que valoriza a história do autor e a sua própria, sua pele e sua voz. 

 

“Amor é fazer aquilo que você sente que é a verdade da sua vida. Ao selecionar o repertório, a temática de amor e dores de amor ficou marcante e, com o tempo, a ideia do álbum foi ganhando mais  forma”, afirma Glaw.  

 

Uma exaltação ao amor em todas suas formas, o álbum está disponível em todas as plataformas de streaming.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp