14/03/2021 às 18h04min - Atualizada em 14/03/2021 às 18h04min

Chapecoense vence o Criciúma fora de casa e assume a liderança; Tigre é o lanterna

Marcos Eduardo Carvalho
Marcio Cunha/ACF
No último jogo atrasado da terceira rodada do Campeonato Catarinense, a Chapecoense venceu o Criciúma por 1 a 0, fora de casa, no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma, na tarde deste domingo.

Com o resultado, o time comandado interinamente por Filipe Mattos, enquanto Umberto Louzer não reassume, chega aos 9 pontos, assume a liderança isolada e está com 100% de aproveitamento na competição.

Já o Tigre, do técnico Hemerson Maria, vive situação inversa. Com apenas um ponto somado, fecha a rodada na lanterna da competição. O time da casa ainda perdeu um pênalti no segundo tempo.

Agora, os dois times voltam a jogar pela quarta rodada do estadual, a partir do próximo final de semana. No domingo, dia 21, a Chapecoense recebe o Juventus de Jaraguá do Sul, a partir das 16h, inicialmente na Arena Condá. No mesmo dia e horário, o Tigre visita o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O JOGO.

O Criciúma até começou melhor, tentando pressionar e arriscando o primeiro chute a gol na partida. Aos poucos, porém, os visitantes foram crescendo.

Aos 7min, Fernandinho teve a primeira chance da Chape, pela esquerda, quando chutou forte, à direita do gol, com muito perigo.

Dois minutos depois, Rafael quase fez o gol que todo mundo fez, menos Pelé. Ele pegou a bola na linha central do gramado, viu o goleiro mal colocado e chutou; a bola passou por cima, com muito perigo.

Bem melhor em campo, o time visitante abriu o placar aos 17min. Após assistência de cabeça de Fernando, Perotti dominou fácil na grande área, ajeitou e chutou no canto direito, fazendo 1 a 0.

Mesmo em desvantagem no placar, o Criciúma não tinha força para buscar o empate. E a Chape era melhor. Aos 37min, após cruzamento da direita, Fernandinho fechou na pequena área e chutou no travessão, desperdiçando a chance de ampliar.

Dois minutos depois, Fernandinho perdeu outra grande chance, ao chutar forte, em tentativa que passou bem perto do gol de Gustavo.

Veio o segundo tempo e o Criciúma mudou a postura. Foi mais ofensivo, a Chapecoense recuou e, aos 17min, o árbitro marcou um pênalti de Busanello, que teria desviado a bola com o braço. Depois de muita reclamação, Mateus Anderson cobrou aos 20min e o goleiro João Paulo espalmou para escanteio; mesmo se adiantando no lance, a jogada foi validada.

O pênalti perdido abalou o Tigre, que perdeu um pouco do volume que tinha desde o início da etapa final. E Chape voltou a criar chances de gol.

Nos minutos finais, o Criciúma até tentou uma pressão maior, mas não teve força suficiente e, com Eduardo Melo, ainda perdeu uma grande chance aos 44min, ao não conseguir completar para o gol, dentro da pequena área.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp