03/03/2023 às 11h44min - Atualizada em 04/03/2023 às 00h02min

Conhecimento e colaboração: os caminhos para desenvolver um negócio inovador do zero

*Por Karolyna Borges, Sócia, Chefe de Conhecimento e Líder do Jornadas, da Creative Pack.

SALA DA NOTÍCIA Assessoria de imprensa

Após o boom das startups, a retomada econômica pós-pandemia vem estimulando novos modelos de negócios. Abrir sua própria empresa é uma opção crescente entre jovens que acabaram de sair da faculdade e profissionais experientes que querem mudar os rumos da carreira.

Além da transformação de mentalidade, o movimento é puxado pelo retorno do interesse de investidores em colocar dinheiro em novos negócios no Brasil. O volume de capital de risco disponível no país voltou a crescer, especialmente para negócios em estágio inicial de desenvolvimento.

Mas para conquistar esses recursos não basta qualquer ideia. O momento é dos projetos inovadores, com alto potencial de crescimento e modelos escaláveis. Então, como desenvolver uma startup do zero? O primeiro passo é conhecer profundamete o segmento e ter autoridade na área de atuação.

Entenda, de fato, qual é o problema que está resolvendo dentro do mercado. Quanto mais claro isso for, mais foco e valor poderá trazer para seus clientes. Primeiramente, faça uma pesquisa de mercado para analisar as tendências e os padrões a fim de lidar com possíveis desafios e criar soluções. Depois veja o que seu time está apto para resolver com suas experiências e habilidades para focar em um problema que irá resolver. Organize sua equipe inicial para focar em performance e resultados. Geralmente, é necessário testar rápido e aprender para evoluir no negócio desde o início.

Estude o problema de maneira profunda para entender as principais causas dele e, assim, criar recursos reais para seu público. Nesse momento, fazer entrevistas quantitativas e qualitativas podem ajudar a imergir as necessidades das pessoas para direcionar melhor uma possível solução.

Com dados de mercado e do público em mãos, é hora de pensar em qual solução seria mais viável para construir. Depois dessa definição, trabalhe em um protótipo ou mínimo produto viável para testar e apresentar ao público. Colete feedbacks e melhore rápido a oferta.

Outra dica é apostar no modelo colaborativo. As parcerias ajudam a acelerar o aprendizado em algumas áreas do negócio para criar atalhos estratégicos. Podem abrir novos mercados para a empresa e ajudar a conquistar investimento direto para injetar recursos com intuito de conquistar mais clientes ou melhorias no produto/serviço ofertado.

Uma consultoria ou venture builder contam com equipes experientes em vários mercados. Assim, podem trazer visão mais ampla, metodologia de criação estruturada para que o tempo seja aplicado diretamente no que realmente importa, além de networking de valor para fazer pontes importantes que poderão ajudar no crescimento do negócio.

Independentemente do grau de maturidade da companhia, também é sempre importante investir em equipe. O time precisa saber para onde a empresa está indo. Se a inovação será necessária para alcançar o objetivo da organização em um determinado momento, as pessoas precisam estar engajadas e envolvidas diretamente. Essa postura deve refletir no dia a dia delas, sempre tentando conectar as tarefas diárias à visão da empresa.

Ouvir o cliente é o último ponto-chave. Identificar oportunidades de melhorias pode vir de processos de escuta. Saber como seu produto/serviço é percebido pelo seu público pode gerar insights importantes e trazer mais valor para a jornada.

O fato é que obter conhecimento é fundamental, independentemente da estratégia para levantar essas informações. Uma pesquisa da CB Insights chamada Top 12 Reasons Startups Fail apontou que 35% das empresas que ficam no vale da morte não

atenderam a uma necessidade real do mercado. Isso é falta de expertise. Além do mais, 20% dos fracassos acontecem quando a concorrência supera o negócio. Ou seja, para evitar as principais causas de falência, é necessário fazer melhorias constantes e se conectar sempre com o cliente para aplicar mudanças no modelo que possam gerar mais valor.

 

*Por Karolyna Borges, Sócia, Chefe de Conhecimento e Líder do Jornadas, da Creative Pack.

 

Sobre a Creative Pack

A Creative Pack é um hub de inovação que oferece consultoria e avaliação para empresas, entendendo o que precisam para atingir metas, com soluções focadas em digitalização, modernização de processos e captação de talentos. É uma plataforma de inovação para desenvolvimento de cenários emergentes que tem como propósito conectar e gerar valor para os diversos atores do ecossistema por meio do profundo entendimento das necessidades e funções de cada ator da cadeia do cliente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp