03/03/2023 às 16h01min - Atualizada em 04/03/2023 às 00h01min

O futuro é mais automatizado do que você imagina. Sua empresa está preparada?

*Por Fabio Turuta, diretor de desenvolvimento de negócios da Gertec

SALA DA NOTÍCIA Gertec

Automação comercial não é mais especulação, projeto ou a fronteira do conhecimento, já é realidade, e essencial para empresas do varejo de qualquer porte. Ela está mudando conceitos e a operação do varejo brasileiro, com enormes ganhos de produtividade em diversas áreas, do manejo de estoques ao atendimento dos consumidores.


A automação comercial funciona com a utilização de ferramentas e soluções tecnológicas para otimizar, padronizar e, claro, automatizar processos, podendo ser aplicada na interação com o cliente na loja ou no backoffice. Exemplo disso, é a adoção de estações de autoatendimento, cada vez mais comuns nos supermercados, que disponibilizam PDVs inteiramente autônomos. Ou ainda, o uso do conceito do “pagamento invisível”, onde o pagamento dos produtos é realizado automaticamente a partir da escolha dos produtos, sem intervenção do consumidor, muito utilizado na experiência de compra no modelo ”just walk out” (algo como “apenas saia”) como acontece nas lojas Amazon Go.


Um outro lado desta história é que os avanços da tecnologia aplicada ao varejo, podem ser aplicados em outros segmentos, como em novas jornadas de atendimento a clientes, treinamentos de colaboradores (via EAD), automatização de processos internos, ou seja, em qualquer situação que possibilitem uma melhoria na execução de atividades das empresas.
 

Segundo artigo publicado pelo IT Forum, a automação afetará organizações, trabalhadores e consumidores, é o que projeta um estudo da Forrester, empresa norte-americana de pesquisa e consultoria. As automações devem moldar a forma como as pessoas realizam suas tarefas e relações. Segundo a Forrester, as novas tecnologias devem impulsionar a economia, mas também diminuir a capacidade de muitos trabalhadores encontrarem emprego.


Trabalhos que exigem domínio tecnológico crescerão. Por outro lado, cargos braçais e funções de conhecimento específico diminuirão. A Forrester projeta redução de cargos de 29% até 2030, com apenas 13% de criação de novos empregos.


O fato é que são infinitas as aplicações com que podem ser feitas a partir da automação e novas tecnologias. Sim, essas tecnologias como Inteligência Artificial, biometria com reconhecimento facial, RPA (Automação Robótica de Processos), conectividade 5G para IoT, entre outros, já estão disponíveis para utilização. A limitação (por enquanto) estará na velocidade de adaptação das empresas e no nível de aprendizado das pessoas para essa jornada da automação.

Em março, na próxima AUTOCOM, um dos maiores eventos de tecnologia para o comércio e serviços realizados no Brasil, certamente teremos oportunidade de conhecer novos produtos, serviços e plataformas para automação comercial, que nos farão refletir sobre como a adoção de novas tecnologias podem trazer efetivos ganhos de produtividade para as empresas.
 

Por Fabio Turuta, diretor de desenvolvimento de negócios da Gertec, com mais de 20 anos de experiência em negócios, vendas e gestão de produtos para serviços financeiros, meios de pagamento, e mobilidade urbana, em empresas de grande porte e globais como WEX, GetNet, Redecard, Autopass. Com MBA em Gestão Empresarial pela FGV, especialização em Marketing de Serviços, graduado em Matemática, além de diversos cursos na área Digital, Fabio Turuta é diretor de desenvolvimento de negócios na Gertec, empresa referência na criação de tecnologia para o setor.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp