08/03/2021 às 08h46min - Atualizada em 08/03/2021 às 08h46min

Com mais de 50% da população vacinada, Israel reabre economia do país

Da Redação
Divulgação
Um importante exemplo para o mundo. O governo de Israel reabriu neste domingo a economia do país, após mais de 50% da população do país ter sido imunizada com ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19. Ainda com restrições, uso de máscara e distanciamento, o país deu um passo grande para a volta a normalidade. É o primeiro lugar do mundo a conseguir o feito.

O estado judeu reabre estabelecimentos gastronômicos que podem receber portadores do chamado "passaporte verde" (ou "passe verde"), concedido aos que se recuperaram da covid-19 ou receberam a segunda dose há pelo menos uma semana.

A ocupação dos estabelecimentos não pode exceder 75%, e aqueles que não apresentarem o certificado exigido para entrar podem se sentar em mesas ao ar livre.

A partir deste domingo, os locais de eventos culturais também puderam ser abertos, mas não têm permissão para exceder 50% de sua capacidade e só podem admitir aqueles com passaporte verde e uma porcentagem limitada de pessoas que deram negativo em testes de coronavírus.

Também poderão voltar às aulas presenciais, além dos universitários, os estudantes entre 11 e 14 anos de idade que frequentam escolas nas cidades do país classificadas como "verdes" ou "amarelas" com base em suas baixas taxas de infecção e vacinação. Os alunos de instituições religiosas só poderão voltar quando tiverem um "passaporte verde".

Os locais de culto também poderão receber fieis que apresentem o certificado, embora em número limitado. Aqueles que concordarem em receber pessoas que não portarem o passe verde terão limites mais rígidos e não poderão abrigar mais de 20 pessoas em espaços fechados e 50 ao ar livre.

Os estádios e auditórios poderão receber um grande número de pessoas, com limites entre 500 e 1,5 mil, dependendo de sua capacidade e se estão abertos ou fechados.

O novo regulamento também se estende à entrada e saída de passageiros através do Aeroporto Internacional Ben Gurion, que opera de forma muito limitada desde o final de janeiro e poderá receber mil israelenses por dia, número que aumentará para 3 mil nos próximos dias.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp