05/03/2021 às 14h43min - Atualizada em 05/03/2021 às 14h43min

​Ceasa terá novo horário após reclamação de barulho em São José

Da Redação
Ceasa/Divulgação
O Ceasa-SC (Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina) - realizou reunião para tratar da mudança de horário de funcionamento da unidade de São José. O objetivo foi buscar uma solução conjunta para resolver o transtorno causado pelo barulho no entorno da central. 

Representando do órgão, participaram o diretor presidente da Ceasa-SC Angelo Di Foggi, o diretor de Apoio Operacional Fernando dos Santos, o diretor Administrativo Financeiro Edmilson Costa Moreira, o gerente de Mercado Luciano Severo, o gerente de Abastecimento Matheus Cristiano e o advogado Thiago Filiphi Vieira. 

A diretoria da recebeu o representante da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Gilmar Germano Jacobowski, a representante do Sindicato Rural de São José, Gabrielle Vaz, bem como diversos produtores rurais e moradores que habitam os edifícios próximos ao local.

No dia 2 de março, produtores rurais fizeram um buzinaço na entrada da Ceasa/SC por volta das 6h por conta da alteração do horário de entrada. O barulho provocou a indignação de moradores ao redor, que se manifestaram publicamente.

Representantes dos moradores dos condomínios vizinhos à Ceasa/SC procuraram a direção para encontrar uma solução conjunta. Ao mesmo tempo, a diretoria foi demandada pelos produtores rurais, que se sentem prejudicados pelo adiamento do horário de entrada na central. 

Essas manifestações motivaram a reunião realizada nesta última quinta-feira, dia 4, e terá desdobramentos nos próximos dias.


O encontro foi considerado produtivo no sentido de encontrar uma saída para alcançar o bem-estar da vizinhança e o bom funcionamento do entreposto.

“Todos acordaram para a busca de uma solução que contemple o sossego dos moradores e a manutenção das condições necessárias para que os produtores e usuários da Ceasa/SC mantenham o abastecimento da cidade nas melhores condições", afirmou o presidente  Angelo Di Foggi.

Para o diretor Fernando dos Santos, o objetivo é chegar a um bem comum: manter a Ceasa funcionando cedo, sem provocar barulho, para que a vizinhança consiga dormir e os produtores possam trabalhar e vender o produto com qualidade.

“A reunião foi muito boa, os vizinhos puderam entender a realidade da Ceasa, os produtores entenderam o lado dos moradores, todos deram sugestões, foi bastante positivo”, avaliou o diretor Edmilson Costa Moreira. 

Nas próximas reuniões, outras partes interessadas serão incluídas na discussão, como os boxistas e compradores. 

Se for necessário, será realizada uma audiência pública a ser conduzida pelo deputado José Milton Sheffer, presidente da Comissão de Agricultura da Alesc, para tratar do assunto. 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp